Recentemente, Eduardo Costa fez um desabafo na internet reclamando da "Geração Nutella", que reclama de tudo. Em vários vídeos publicados pelo cantor, ele aparecia se explicando e xingando os haters que haviam o acusado de racismo por ter chamado um amigo de 'negão e tizil'. Numa de suas declarações, ele ainda afirma que é dos #anos 90, quando nada disso era bullying ou racismo. Muito se permitia, e quando havia desavença, as pessoas "saiam na mão", resolviam seus problemas e no dia seguinte tudo estava em paz.

E se você relembrar (se eventualmente tiver vivido esta época), vai notar que muito se permitia. O que é certamente considerado inapropriado ou politicamente incorreto nos anos 2000, ou no século XXI, era engraçado e divertia as pessoas nos anos anteriores.

Publicidade
Publicidade

Bom ou ruim? Fica a critério de cada um, mas o fato é que nudez, cigarro, leis de trânsito ou politicamente correto passava longe de ser o que é hoje.

Numa pequena lembrança, pode-se ver que os critérios do aceitável eram muito mais flexíveis nos anos 80 e 90 do que é hoje. Se você viveu naquela época, vai lembrar a briga que era para viajar atrás do banco traseiro do fusca. Ou fumar um cigarrinho de chocolate. Palhaço travesti era o mais amado do Brasil. E todos sobreviveram a esta época! Relembre:

1. Cigarro, crianças e chocolate

Tudo bem. Era permitido esses cigarrinhos da Pan dos #Anos 80. E também ninguém reclamava por ser negro, branco ou pardo o menino que fazia a propaganda. Tudo normal.

2. Xuxa seminua em programa infantil

A verdade é que os adolescentes da época não perdiam um programa dela.

Publicidade

Não se sabe porquê, mas o público jovem de Xuxa era maior que o dos próprios baixinhos.

3. Armas em campanha eleitoral

Em 1989, era permitida a cena exposta abaixo. Será que aceitariam colocar Dilma e Aécio nestas poses em 2014?

4. Assistentes de palco menores sem camisa

O grupo de ajudantes do programa infantil de Mara Maravilha, 'Marotos', era composto de adolescentes. Vender poster sem camisa dos jovens, podia! E as meninas deliravam.

5. Crianças em cima de uma moto

Olha a frase do pôster: "agora criança também pode"

6. Mãe e filha nuas em comercial

Propaganda da Seiva de Alfazema.

7. Leis de trânsito? Cinto de segurança? Tinha não...

E a briga que dava quando só um podia ir no, hoje, considerado inseguro, bagageiro do Fusca.

8. Dublar com a cara pintada e o cabelo Channel

Não, isso não era bizarro para a época.

9. Nua aos 17? Podia também

Mesmo que fosse uma paquita, que trabalhava com a imagem para o público infantil. Pensa, nos dias de hoje, a Maísa ou a Larissa Manoela posando nua aos 17? Impensável, né?

10 – Podia palhaço travestido e mal encarado

A vovó Mafalda era uma fofa, mas saiu marrenta na capa deste CD. E com um detalhe nas pernas. Veja no próximo item.

11 – Podia ser marrento em CD de criança portando armas (ou um isqueiro) na meia:

12 – Gilberto Barros e o menino fazendo carinho.

Pode, produção? Pode!

É isso aí: nós sobrevivemos! #Humor