Gatinhos são fofinhos e bonitinhos. É o típico animalzinho de estimação que encanta milhões de pessoas no mundo todo e recebem os mais diferentes tipos de cuidados. Se os gatinhos pudessem, eles sempre tratariam os próprios donos também com muito carinho! Nem tanto...

Segundo alguns especialistas em felinos, os gatos, se pudessem, devorariam os próprios donos; a única coisa que os impede de transformar as pessoas em sua refeição seria o tamanho.

Beverly e Dereck Joubert são dois especialistas em grandes felinos. A longa carreira de muitos anos de dedicação em pesquisas com felinos trouxe um reconhecimento mundial para a dupla de especialistas, que também se dedica à luta pela preservação dos #Animais.

Publicidade
Publicidade

Em suas gravações para a National Geographic, é surpreendente a proximidade que eles chegam para filmar felinos como tigres e leões. E, falando em leões, a dupla afirma com total convicção que se o gato que você cria tivesse o tamanho de um leão ele o devoraria.

A afirmação espantosa, que assusta donos de #Gatos, tem confirmação após anos de estudos. Segundo a dupla de pesquisadores, o comportamento dos gatos é igual ao de leões e tigres; o que os diferencia é apenas a escala. Quando você vê o gatinho caçando um pássaro, é porque o animal de estimação está agindo com o mesmo extinto dos felinos maiores quando vão em busca de alguma presa. Esse mesmo comportamento ou instinto também explica o porquê dos gatos ficarem de um lado para o outro explorando o ambiente; é porque, para os pequenos felinos, tudo à sua volta é como se fosse uma grande selva.

Publicidade

Esse instinto também explica o fato dos gatos terem um comportamento mais independente [VIDEO]. A independência dos gatos agrada uma parcela dos seres humanos e desagrada outra, pois o ser humano não consegue ter uma dominação completa sobre os felinos. Nisso também cabe salientar as diferenças no tempo de domesticação dos gatos. Estes passaram a ser domesticados bem depois dos cães. A domesticação dos #Cachorros ocorreu trinta mil anos antes, por isso que os cães tem um comportamento diferente dos gatos e, é claro, deve-se levar em consideração que os dois tipos de animal de estimação são de natureza instintiva diferente.

Há quem não concorde com a afirmação dos especialistas de que os gatos seriam mais "selvagens" do que se imagina. Mas isso não significa que os gatinhos sejam maldosos. O instinto de caça é algo presente na natureza.

Como dizem os especialistas, que também estão produzindo um documentário, o seu gatinho o devoraria se pudesse, mas é impedido pelo tamanho. São como uma espécie de pequenos leões que não vão crescer o suficiente para devorar os próprios donos.