Esta história tem circulado na internet já há algum tempo e foi publicada em alguns blogs e sites de notícias. Não se sabe se a história é, de fato, verdadeira, mas isso não chega a ser o mais relevante. A mensagem que ela carrega é muito importante e, talvez por isso, sempre está em alta.

Geralmente, os nomes na história são identificados, mudando de um site para o outro. Nós vamos chamá-los de Paulo e Andreia.

O #Casal estava junto já há dez anos, sem falar os tempos de namoro, que começou ainda no colégio. Paulo se apaixonou por aquela menina que jogava vôlei tão graciosamente. No baile do final de ano, ele convidou Andreia para acompanhá-lo no baile da escola e os dois engataram o namoro.

Publicidade
Publicidade

Mais tarde, a coisa ficou firme e os dois se casaram quando Paulo consegue o emprego que tanto desejava.

O #Casamento foi de sonho e os dois fizeram juras de amor para sempre. A alegria do casal aumentou quando chegou o primeiro filho, um menino. Paulo foi promovido no trabalho e o casal comprou uma casa maior.

Os filhos se sucederam e, após dez anos de casados, Paulo e Andreia tinham quatro filhos, três meninos e 1 menina. A rotina tinha se instalado.

Paulo trabalhava muito para manter o padrão de vida da família. Andreia passava os dias cuidando das crianças, o mais velho já andava na escola e o mais pequeno ainda estava sendo amamentado.

A relação tinha esfriado e entrado naquela rotina terrível: supermercados, crianças, fraldas e televisão. Paulo, no entanto, já havia perdido o encanto por Andreia.

Publicidade

Ela estava gorda, com os seios caídos, não se cuidava nem se pintava. Usava roupas largas para esconder a barriga e tinha abandonado por completo aquela figura de outros tempos.

Pois, então, Paulo se apaixonou por uma colega de trabalho e largou a mulher. A nova amada de Paulo era 15 anos mais nova que ele.

Porém, um ano mais tarde, ele reencontrou a ex-esposa por acaso. Viu-a de longe, no shopping, e reconheceu a mulher linda por quem ele se apaixonara. Paula estava deslumbrante. Ele não conseguia acreditar.

Vestia um vestido vermelho que parecia perfeito para ela, deixando perceber a silhueta esbelta e as pernas bem torneadas. Seu cabelo estava lindo e caía pelos ombros.

Foi então que começou a pensar. Paulo tinha sido deixado pela jovem por quem se apaixonara. Ela encontrou um rapaz jovem e bonito, com mais dinheiro que ele, e o deixou.

Agora, encontrara a mãe de seus filhos, que estava mais linda do que nunca. Foi então que se deu conta. Ela estava gorda no casamento porque tinha lhe dado 4 filhos, as coisas mais preciosas de sua vida, e não tinha tempo para cuidar de si mesma.

Publicidade

Estava com os seios caídos porque os amamentou. Não se penteava e usava qualquer roupa porque passava a vida correndo ao redor dos filhos, enquanto ele, à noite, sentava no sofá da sala para tomar o seu whisky e olhava o telejornal. Depois, ia dormir porque tinha que levantar cedo no outro dia. Paulo refletiu que sua mulher ficou naquele estado porque cuidava dos filhos e cuidava dele também. Ela não se importava porque era a vida que sempre quis, em família.

Foi então que Paulo se deu conta do que era ter uma mulher de verdade e perdê-la por uma beleza passageira. Quanto viu Paula no shopping, ela estava com o filho menor, Saul, que já caminhava. Os outros estavam maiores e, provavelmente, ela tinha mais tempo para cuidar de si.

Com certeza, pensou Paulo, sua ex-mulher deve estar sozinha, afinal, por que uma mulher bonita como aquela se interessaria por outro cara babaca como ele tinha sido?

Paulo sente que aprendeu a lição. Mas agora é a tarde. Perdeu sua mulher por uma aventura que não passou de ilusão.

E você, o que achou da história? Será que vale a pena trocar uma mulher de verdade por uma beleza passageira?