'Isso não ecziste', esse era o bordão do #Padre Quevedo, um dos parapsicólogos mais respeitados e renomados do país. E ele falava algo que o povo queria ouvir. Ele negava a existência de seres paranormais entre nós em praticamente todos os casos de sobrenaturalidade. Ao menos isso trazia conforto na alma para alguns que não podiam nem imaginar a presença de 'fantasmas' entre os vivos. A figura de Óscar González-Quevedo, ou simplesmente Padre Quevedo, ganhou notoriedade no Brasil em meados de 2000, mostrando ser um homem cético a qualquer acontecimento sobrenatural ao seu redor. E se algo de estranho acontecia, ele era chamado pelas emissoras de TV para tentar explicar.

Publicidade
Publicidade

Então se alguém dizia que uma casa ou um local era amaldiçoado, ou continha espíritos malignos ele mandava logo um: 'Isso não ecziste', dizia o padre desmistificando essas presenças sobrenaturais.

Padre Quevedo chegou a ter um quadro no programa dominical mais assistido na época, o Fantástico, nos anos 2000. O nome do quadro era Caçador de Enigmas e em rede nacional ele tinha um desafeto: Chico Xavier. Ele chamava o espírita de farsante e charlatão e inclusive o desafiava em rede nacional. Mas Chico nunca caiu na provocação do homem parapsicólogo.

A parapsicologia

Padre Quevedo é um espanhol que desde cedo revelou dom para o sobrenatural e para a vida na Igreja. Ainda na Espanha ele foi forçado a morar com dois tios, sendo um espírita que o aguçou na linha do ocultismo.

Publicidade

Como formação, ele optou pela psicologia em seu país natal. Em 1950 ele se naturalizou brasileiro. Nesta época ele já havia entrado para a ordem dos jesuítas e já tinha alguma notoriedade sobre o assunto #parapsicologia. Então veio morar no Brasil. O padre escreveu um livro "Antes que Os Demônios Voltem", mas que ficou engavetado por oito anos, por conta de um veto da igreja. Somente após esse período ele conseguiu fazer a defesa do conteúdo no Vaticano e teve a obra liberada para a comercialização.

Por onde anda Padre Quevedo?

Atualmente ele, a pedido da igreja, atua como palestrante para novos sacerdotes (uma vez no ano). Com 86 anos, o padre decidiu, por orientação médica e pessoal, se afastar da mídia. Ele vive em uma casa de repouso para padres idosos em Belo Horizonte. A casa é administrada pela mesma ordem que o padre pertence, a Companhia de Jesus.

O administrador do local, o Padre Itamar Gremon, revelou que Quevedo, pelo avançar da idade, se cansa muito rápido e tem dificuldade na oratória, por isso não tem mais feito aparições públicas. Segundo os médicos, o padre nem mesmo pode deixar a casa (apenas eventualmente), mas continua com mente boa e lúcida, e escrevendo publicações sobre o tema parapsicologia.

Veja a última aparição pública do padre

#por onde anda