O homem em média caminha 6 mil passos diariamente. Os #pés, através da construção adequada, proporcionam a estabilização de todo o corpo, permitindo que ele se mova para cima e para automatizar a sobrecarga.

Eles têm receptores que permitem especificar o tipo de substrato e estão relacionados aos órgãos do sistema de movimento e equilíbrio. Os pés são a base do corpo e carregam todo seu peso.

O pé é formado por 26 ossos, 33 articulações e 107 ligamentos. Vinte músculos estão ligados aos ossos do pé e ao comprimento das redes nervosas, o que garante funções adequadas.

De acordo com estudos chineses sobre os pés, eles estão conectados a todos os órgãos do corpo.

Publicidade
Publicidade

Portanto, a forma do seu pé não só pode definir sua personalidade, mas também afetar sua #Saúde e descrever suas aflições.

Levando em conta o comprimento dos dedos dos pés, podemos classificar em três #tipos de pés: egípcio, grego e romano. Pé egípcio - o primeiro dedo do pé é o mais longo, e ocorre em 70% da população; Pé grego (também pé de Morton) - o segundo dedo é o mais longo, ocorre em 20% da população; O pé romano - dedos I, II, III são quase do mesmo tamanho e ocorre em 10% da população.

1. Egípcio

Tem o primeiro dedo do pé mais longo e o resto dos dedos está em linha reta, inclinando-se bruscamente. Os dedos estão diminuindo de I para V, o que torna o pé mais longo e mais magro. É considerado um pé ideal.

As pessoas que têm o formato dos pés tipo egípcios são sonhadores e cheios de segredos.

Publicidade

Eles podem trabalhar ou tomar decisões de forma nervosa e impulsiva.

No caso do pé egípcio, as partes sobrecarregadas são o metatarso e o dedo do pé. Acredita-se que o pé egípcio é um dos tipos pés mais propensos a desenvolver o desalinhamento dos ossos, bastante conhecido como "hallux valgus", que é uma deformação que se caracteriza pela deflexão lateral do primeiro dedo, a famosa joanete.

Esta distorção afeta as mulheres com mais frequência e pode ser aumentada por: tendências familiares, uso de sapatos tipo ponta fina, ou com a contractura do tendão de Aquiles, doenças sistêmicas, como artrite reumatoide.

Esse tipo de deformação pode causar distúrbios adicionais, como dedos do martelo ou dor na parte da planta dos pés. Além de gerar instabilidade do pé ou do tornozelo.

2. Grego

No pé grego, o mais longo de todos os dedos é o segundo, também chamado Toq de Morton. Era a característica dos gregos antigos e era considerado um sinal de inteligência e origem aristocrática - portanto, é visto em muitas esculturas antigas.

Publicidade

Pessoas com este tipo de pé são dinâmicas, ativas, entusiasmadas. Muitas vezes, atletas e artistas, têm esse pé. Dependendo de quão grande é o espaço entre os dedos, o pé grego pode ser retangular ou inclinado.

O pé grego retangular é caracterizado pelo fato de o segundo dedo se prolongar além dos outos, enquanto os dedos III, IV e V são de comprimento similar. As pessoas que têm esse tipo de forma de pé, machucam mais o segundo dedo. Para tal forma de pé, os homens devem comprar sapatos mais maiores, cujo comprimento é determinado por este dedo mais longo, caso contrário, eles podem se tornar desconfortáveis.

No pé inclinado grega, enquanto o segundo dedo é o mais longo, o terceiro, o quarto e o quinto dedos do pé estão dispostos em uma linha reta que desce um ângulo agudo.

O comprimento excessivo do 2º dedo causa compressão frequente ao usar o sapato, bolhas e distorção. Essas moléstias ocorrem principalmente para pessoas que usam calçados inadequados, e pessoas com função motora anormal e pressão de pé irregular. Os sintomas desta deformação são principalmente dor e vermelhidão do dedo.

3. Romano

Neste tipo de pé os dedo I, II e III são quase o mesmo comprimento, enquanto ao passo dedos IV e V são muito mais curtos.

O pé romano parece mais forte e mais curto do que realmente é. Graças à sua estrutura, o pé é capaz de resistir ao peso e à imobilidade prolongada. A distribuição de peso na forma do pé romano é mais benéfica, portanto, não há condições médicas típicas para este tipo de pé.

Pessoas com forma de pés romanos podem ser rebeldes, gostam de aprender coisas novas, conhecer novos lugares, viajam muito e são muito sociáveis.

Você pode confiar neles e eles, pois sempre terminaram o que começaram e perceberam o que planejaram. Mas, ao mesmo tempo, eles são muito orgulhosos e autoritários.

Não se esqueça de compartilhar essas dicas com todos os seus amigos e familiares e sinta-se à vontade.