A #Primeira Guerra Mundial, causada pelas rivalidades entre as potências europeias, durou de 1914 a 1918. O conflito custou milhões de vidas humanas e a carnificina, a devastação material e os tratados resultantes incentivaram o desejo de revanche alemão, o isolacionismo americano e a hesitação franco-britânica em enfrentar o Nazismo. Tudo isso prepararia o palco para a Segunda Guerra Mundial e outra carnificina ainda maior, além do começo da Guerra Fria e a criação da Bomba Atômica.

A seguir, estão listadas algumas curiosidades sobre a guerra que o presidente americano Woodrow Wilson chegou a chamar de 'a guerra para acabar com todas as guerras' (spoiler: ele estava errado).

Publicidade
Publicidade

1. Tanques

Os tanques, parte de um projeto militar secreto britânico, fizeram sua estreia na Primeira Guerra Mundial. Era um projeto tão secreto que nem sequer os operários que os montavam podiam saber do que se tratava. Eles foram informados de que se tratava de tanques de água para serem usados nos combates em desertos. O nome "tanque" foi adotado para confundir os espiões inimigos.

2. Guerra aérea

Os aviões foram usados nessa guerra (basta lembrar o famoso Barão Vermelho), mas tiveram no ar uma companhia que hoje pode parecer inusitada: os Zeppelins, de onde eram atiradas bombas sobre alvos no solo. Eles foram usados pelos alemães para bombardear Londres, por exemplo. A ameaça aérea dos Zeppelins pôde ser eliminada depois que os britânicos conseguiram desenvolver balas que inflamavam o gás no interior deles, tornando-os vulneráveis às defesas inglesas.

Publicidade

3. Herói emplumado

A expressão "pombo" é às vezes usada em contraste com "falcão" para designar pacifistas ou pessoas que se opõem a uma política muito agressiva. O pombo-correio Cher Ami ("querido amigo" em francês), no entanto, foi um herói de guerra que chegou a receber a Croix de Guerre (Cruz de Guerra, prêmio militar francês) por ter transmitido mensagens de importância vital. Uma dessas mensagens salvou a vida de quase duzentos soldados americanos presos atrás das linhas inimigas.

Dois pombos enviados anteriormente foram abatidos e não conseguiram transmitir a mensagem. Cher Ami conseguiu, mesmo depois de baleado no peito, ter ficado cego de um olho e ter uma perna pendurada apenas por um tendão. Os médicos do exército americano conseguiram salvar a vida da ave e, na impossibilidade de salvar sua perna, implantaram uma prótese de madeira. Quando o pombo ficou bem o bastante para viajar para fora da França, o próprio General Pershing, líder da força expedicionária americana na frente ocidental, foi assistir à partida do navio do herói.

4. Guerra e fome

A escassez de comida levou o governo britânico a proibir que as pessoas alimentassem pombos e jogassem arroz sobre os noivos nos casamentos.