O câncer de colo do útero é uma doença que acomete a porção inferior do útero, chamada colo. Este tipo de câncer é altamente prevalente na população feminina. No mundo inteiro, está em terceiro lugar no “ranking” dos cânceres do sexo feminino, atrás somente do câncer de mama. No Brasil está em terceiro lugar, de acordo com os dados do Instituto Nacional do Câncer, perdendo para o câncer de intestino (colon e reto) e a neoplasia mamária.

Existem dois tipos de quadros que levam a formação desse câncer: o primeiro é o carcinomas de células escamosas que, na maioria dos casos, ocorre devido a presença de um vírus chamado HPV.

Publicidade
Publicidade

O outro tipo é adenocarcinomas, que é bem raro mas que podem ocorrer.

O câncer de colo de útero pode acontecer quando as células da região sofrem uma mutação genética e começam a se multiplicar de forma desordenada. Na maioria dos casos, essas mutações acontecem devido ao vírus HPV, que é bastante comum entre as mulheres. Os tipos 16 e 18 do vírus HPV são os mais perigosos para as mulheres e 70% das pacientes que são diagnosticadas com câncer de colo de útero apresentaram esses dois tipos de vírus.

Fatores de risco

Exames como Colposcopia, Papanicolau e Vulvoscopia servem para identificar a presença de lesões ocasionadas por essas mutações. Por isso, é importante ir ao ginecologista para que ele a analise. Mas, não só o HPV é o grande vilão transmissor do câncer de colo de útero. Existem outros fatores de risco como: cigarro, uso de pílulas anticoncepcionais, gravidez, uso do DIU, imunidade baixa e vida sexual ativa desde muito jovem.

Publicidade

Além desses fatores, mulheres acima do peso e que consumem poucos vegetais e verduras também devem ficar atentas.

Sintomas

Este tipo de câncer é tão perigoso que, infelizmente, a mulher não sente nenhum tipo de sintoma em sua fase inicial e só pode ser diagnosticado em consultórios. Por isso, é sempre importante lembrar que todas as mulheres devem ir ao ginecologista regularmente. Já nos estágios mais avançados, a mulher sente vários incômodos. Confira:

  • A mulher sangra durante a relação sexual com o seu parceiro ou entre as menstruações. Também pode ocorrer após a menopausa;
  • Dores durante o sexo ou na região da pelve;
  • Corrimento com um cheiro forte e com cores diferentes.

Sintomas como perder bastante peso sem saber o porquê, ter dores no corpo, fraqueza, problemas intestinais ou urinários também podem ser sinais da doença.

Fique alerta!

oservação> meu texto estava sem plágio, vocês corrigiram e o sistema identificou plágio e mim atrapalhou muito! #cancer #Curiosidades #Saúde