Rejeitar o sucesso pode indicar um problema bem comum na sociedade: a Síndrome do Impostor. Quem possui essa síndrome tenta desmerecer os feitos, alegando sorte ou até mesmo fraude.

Ela costuma aparecer em 70% das pessoas bem-sucedidas, seja no campo profissional ou intelectual, e, mais precisamente, nas mulheres. Algumas famosas como Emma Watson e Kate Winslet possuem esse tipo de pensamento pessimista.

Psicólogos conseguiram detectar alguns comportamentos muito comuns dos portadores da #síndrome do impostor. Confira:

Excesso ou falta de esforço no trabalho

Algumas pessoas acabam se tornando obcecadas pelo trabalho, numa tentativa clara de que os outros não descubram a sua suposta fraude.

Publicidade
Publicidade

Já outras, mesmo sabendo da capacidade, preferem não ir longe, pois caso dê algo errado, todos pensariam que sua culpa seria apenas devido à preguiça, e não por incapacidade.

Boicote

É bastante comum que quem possui esse tipo de negatividade não vá em entrevistas ou reuniões, além de chegar atrasado ao local de trabalho.

Discreto ou incerto?

Uma das formas encontradas de camuflar o fracasso seria ter um emprego que permitisse a discrição, como os trabalhos anônimos. Caso a primeira opção não dê certo, uma alternativa seria uma postura profissional instável. Assim, não existiriam pessoas que o superestimassem.

Carisma como arma

A descrença na própria capacidade obriga o portador da síndrome a encontrar outras formas de cativar seus companheiros de trabalho. Uma delas é sempre agradar aos outros, mesmo que, às vezes, tenha que se humilhar para tal.

Publicidade

Procrastinação

Os trabalhos e afazeres ficam sempre para última hora e, muitas vezes, acabam nem sendo concluídos. Assim, a incapacidade não seria percebida, podendo usar a falta de tempo como uma desculpa plausível.

Para se tratar, o primeiro passo é descobrir se está realmente sofrendo dessa síndrome, analisando seus pensamentos e comportamentos. Depois, procure desabafar com algum amigo ou pessoa próxima, externando todos os seus medos e angústias.

Comece a pensar mais positivamente e seja compreensível consigo mesmo, aceitando seus acertos e falhas, além de novos desafios. Tenha sempre em mente que, independente do resultado, ganhará experiência e aprendizado. #Blasting News Brasil #Saúde