"O Exorcista" é um #Filme americano de #Terror sobrenatural que aborda a possessão demoníaca de uma garota de 12 anos e tornou-se um dos mais lucrativos filmes de terror de todos os tempos, arrecadando o equivalente a U$ 441.306.145,00 em todo o mundo.

Considerado por muitos como o melhor filme de terror da história, ‘O Exorcista’ completou recentemente 43 anos. Foi lançado nos EUA, no dia 26 de dezembro de 1973, após longos 200 dias de filmagens (algo incomum para a época). O filme recebeu inacreditáveis 10 indicações ao Oscar, vencendo por Melhor Som e Melhor Roteiro Adaptado. Os bastidores foram cercados de mistérios e acontecimentos até hoje não explicados.

Publicidade
Publicidade

Como o filme é de 1973, muitos atores já estão mortos e a grande maioria sumiu dos holofotes de Hollywood e não fez outros papéis muito importantes. É o caso de Linda Blair, que interpretou Regan MacNeil, a personagem principal da trama que sofre com as possessões e com as sessões de exorcismo feitas pelos padres Merrin e Karras. Regan sofria com convulsões e demonstrava poderes sobrenaturais como levitação e força sobre-humana.

Linda Blair interpretou brilhantemente a personagem e ficou marcada pelas cenas de Regan girando a cabeça e vomitando uma gosma verde. Inicialmente, a voz do demônio seria da própria Linda Blair. Entretanto, por ser uma voz de criança e muito suave para um demônio, após 150 horas de trabalho em cima do som do filme, o diretor resolveu substituí-la pela voz de Mercedes McCambridge que, para fazer a voz do demônio, comeu ovos crus, tomou muito álcool e fumou diversos cigarros.

Publicidade

Linda era considerada, quando pequena, uma criança prodígio pelas suas aparições em comerciais de televisão, em filmes e em uma série (Hidden Faces, 1968), foram esses predicados que a levaram ser escolhida em meio a outras 600 crianças para interpretar Regan.

Carreira decadente

O sucesso do filme, porém, não foi o bastante para que a carreira de Linda fosse promissora. Após o filme, a atriz recebeu ameaças de morte por conta de fanáticos religiosos, o que fez com que ela fosse vigiada dia e noite por seguranças e policiais para que sua vida não corresse perigo.

Após isso, a garota perdeu inúmeros papéis no cinema, pois sua imagem ficou muito ligada à personagem do filme de terror. Chegou a atuar nos filmes 'Born Innocent' (1974) e 'Aeroporto 1975' para tentar se desvencilhar da imagem da garota possuída, mas não surtiu efeito. Pela grana envolvida, ela aceitou participar de uma sequência do filme que prometia ser mais ligth, porém, o filme foi um verdadeiro fracasso.

Depois de uma adolescência difícil, a garota se envolveu com drogas como a cocaína e chegou a responder processo por tráfico. Mais tarde posou nua para a revista "Oui" que era conhecida como uma revista que apresentava o nu grotesco de mulheres que , em sua maioria, eram prostitutas.

Publicidade

Como se não fosse o bastante, participou nesse período de alguns filmes filmes B de baixo orçamento em que também aparecia totalmente nua.

A recuperação

Felizmente, Linda conseguiu se recuperar na década de 90, abandonando o vício e passou a se dedicar à causa dos animais se tornando membro da PETA (People for the Ethical Treatment of Animals) e criando sua própria fundação, a “The Linda Blair World Heart Foundation”, que cuida do resgate e da adoção de animais.

Hoje, ela continua fazendo pontas em alguns filmes e séries e já superou a sua personagem sombria. Na ocasião, ela só queria ser uma princesa: “Eu queria ser uma princesa. Queria estar nos filmes da Disney, queria estar em ‘Lassie’ e ‘Flipper’. Não queria ser um monstro” - disse ela quando ainda era uma garotinha após fazer Regan MacNeil.

Veja como está Linda Blair hoje em dia

E você caro leitor, já assistiu o filme "O Exorcista"? Quais lembranças você tem dele? #Curiosidades