Toda época tem os seus elementos de contracultura, uma espécie de arte das grandes cidades, uma subcultura do mundo industrial que começou a se formar no pós-guerra nos países desenvolvidos. Nos anos 1950, foram os beatnicks, a geração que leu Jack Kerouac e se inspirou no visual de James Dean no cinema para usar jaquetas pretas de couro.

Uma década depois chegavam os hippies para subverter toda a ordem. A partir daí, as tribos urbanas passaram a se distinguir no cenário das grandes metrópoles, vindo a surgir os punks, os skinheads, os góticos, os carecas e muitos outros.

No século 21, ganhou força o hipsterismo, que foi uma maneira que os jovens urbanos adotaram em reverência ao passado, apostando num visual retrô e um modo de vida peculiar.

Publicidade
Publicidade

Um hipster é aquele cara que você conhece que usa coque de samurai e barba de lenhador, que veste camiseta do Che Guevara e usa máquina de escrever para estudar na faculdade.

O hipsterismo chegou também aos restaurantes, nos brindando com pratos amalucados que chegam a assustar. Confira:

1) Um bom exemplo é tomar o chá das cinco com a geleia e os doces na prateleira, servido em água aquecida em chaleiras antigas e metal.

2) Depois do bole no pote, chegou a vez do bolo no copo. O visual é bastante interessante, mas não sabemos se é para comer ou para beber. De qualquer forma, está convidativo apesar de engordativo.

3) Um doce feito de ovo servido como um troféu para os campeões do colesterol e da #Diabetes.

4) Pelo estilo da decoração, é certamente um prato inventado por algum francês maluco.

Publicidade

Depois de meia hora olhando para a fotografia, ainda não descobrimos quais os ingredientes são usados na receita.

5) Aqui temos alimentação para a família inteira, um verdadeiro festival de comida gordurenta e engordativa.

6) Inspirado na Lady Gaga, o prato leva uma boneca Barbie com um vestido feito de fiambre defumado. Para comer tomando uma cerveja bem gelada.

7) É o típico prato no estilo ''faça você mesmo'' em que o cliente termina de cozer a comida. No caso, quatro laranjas e um espremedor para o suco que acompanha a refeição.

8) Um belo exemplo de comer com praticidade. Uma roda gigante em minatura para servir um monte de coisa frita e empanada.

9) Um prato para pessoas exageradas servido em uma pá para encher o buraco que se tem estômago:

10) Aqui temos o perfeito exemplo que traduz o hipsterismo. Uma tremenda decoração para servir um morango dividido ao meio.

E você, já foi a algum #Restaurante que serve pratos exóticos? #exótico