Algumas pessoas são tão perfeccionistas, que não conseguem conviver com uma falha visual ao seu redor. Verdade é que, em nossa cultura, estabelecer padrões e buscar a perfeição faz parte de um processo na vida do ser humano. Alguns se adaptam e conseguem conviver com os erros e acertos, outros, por outro lado, entram em paranoia com o fato de um objeto qualquer estar fora do lugar.

Confira esta galeria de imagens, e veja o quanto feliz ou incomodado você fica:

Pessoas perfeccionistas normalmente têm um desempenho acima da média, mas o preço desse alto desempenho, às vezes, pode ser alto demais. Algumas pessoas sofrem com transtornos, infelicidade e até mesmo insatisfação crônica.

Publicidade
Publicidade

Fatores que prejudicam a vida social num todo.

Mas existem também os que dizem ser muito felizes e realizados com seu perfeccionismo extremo, e desconhecem a palavra ‘limites’. Estas pessoas veem nos mínimos detalhes o mundo de outra perspectiva.

Você certamente conhece alguém que separa as roupas por cores e tipos, vira todos os lados dos enlatados para a frente. Tem aqueles que são perfeccionistas, mas não são perigosos, como o personagem Sheldon, na série, ‘The Big Bang Theory’.

O psicólogo David Burns, disse para a revista Psychology Today, no ano de 1980, uma frase que foi eternizada à classe dos certinhos demais: "Ao tentar alcançar as estrelas, os perfeccionistas podem acabar apenas correndo atrás do vento”.

Nas redes sociais, é comum encontrarmos fotografias assimétricas, organizadas das formas mais impecáveis que alguém possa imaginar.

Publicidade

O curioso é que estas fotografias têm centenas e milhares de comentários, compartilhamentos e curtidas, o que significa que as pessoas, de fato, admiram esta prática.

Mas como aparecem os primeiros sinais de uma pessoa com estas características?

O ser humano começa a dar início a sua formação de personalidade desde criança. Diversos fatores podem ser o ''start' deste processo que gera padrões de comportamentos exagerados.Traumas na infância podem acarretar um transtorno muito conhecido dos tempos atuais, o #TOC (transtorno obsessivo compulsivo). Em casos assim, deve-se buscar ajuda de um profissional de saúde.

Vivemos num mundo repleto de diversidade comportamental, no,qual existem os demasiadamente tímidos, os exacerbadamente extrovertidos, os sérios, bagunceiros, organizados e os perfeccionistas. Mas o que importa é cada indivíduo viver feliz da forma que é. #perfecionista #assimetria perfecionista