Vivemos na era da modernidade, com avanços tecnológicos e produtos de todos os tipos. No mundo moderno, todo tipo de coisa aparece, principalmente os diferenciados, aqueles que chamam a atenção por algum motivo especial, mas nem sempre são úteis, sensatos ou sequer compreensíveis. Essas invenções inovadoras são questionáveis e chegam ao limite do ridículo, mas para todos os produtos lançados no mercado, há um público-alvo com perfil específico, que não hesitará em adquirir a bugiganga.

Os objetos são bem diversificados, vai de canequinha na forma de vaso sanitário, um colar básico para baladas mais chiques, que funciona como suporte para uma taça de vinho, até algo bizarro como um guia de artesanato, ensinando a utilizar pelos de gatos em peças decorativas.

Publicidade
Publicidade

Mas devemos respeitar o direito individual de escolhas, pois há quem diga que insanidade, é fazer as mesmas coisas sempre, e, quanto aos padrões, foram inventados para serem quebrados

Confira abaixo a galeria de imagens:

Mas quem são as pessoas que inventam estas coisas?

Devemos lembrar que por trás de qualquer invenção, há um ou mais inventores. Não é um processo simples, deve ser pensado, feito esboço e um projeto. Passadas estas etapas, é preciso fazer alguns testes e amostras, isso se o inventor possuir meios para a fabricação de seu protótipo.

Mas esta não é a parte mais difícil, pois após ter finalizado os processos citados acima, os inventores devem buscar parceiros e empresas dispostas a investir o seu rico dinheirinho na novidade recém criada, e isso não é algo fácil, tampouco rápida de se conseguir.

Publicidade

Mas o inventor consegue finalmente uma parceria ou vende sua invenção, o que vem depois?

O próximo passo do produto é chegar até o consumidor, e, para isso, representantes do fabricante devem visitar mercados, lojas e os estabelecimentos que fazem o perfil da invenção.

Acha que terminou por aí? Que nada! Agora vem o teste final.

O produto precisa ser aprovado pelo consumidor, afinal, é dele o poder de decisão de compra e se de fato o objeto lhe será útil. Se cai no gosto das pessoas, rapidamente se torna moda e necessário, deixando todos os participantes do projeto da invenção muito felizes com seu lucro.

Num mundo onde todos estão conectados nas redes sociais, aplicativos de compras e milhares de sites, fica fácil buscar por algo do interesse do consumidor, e é esta a aposta de muitos inventores com projetos independentes como artesãos por exemplo.

Ou seja, tem produtos para todos os gostos e finalidades! O poder é de quem irá pagar por ele. #produtos bizarros #invenções insanas #Curiosidades