Ir ao #ginecologista é uma situação desconfortável para a maioria das #mulheres. Trata-se de uma consulta muito íntima, e, às vezes, até invasiva, em que a confiança no profissional da #Saúde que está ali na frente tem que ser total e absoluta.

Por outro lado, o médico também está em uma situação desconfortável. Não importa quanto tempo de experiência ele tenha, sabendo que sua paciente está incomodada, ele também não se sente pleno.

O ginecologista é um profissional que deve fazer parte da vida de todas as mulheres em fase adulta. Através das consultas rotineiras é possível descobrir e prevenir diversos problemas.

Mas, mesmo sendo uma consulta comumente realizada, algumas mulheres ainda cometem várias gafes na hora de se consultar com esse profissional.

Publicidade
Publicidade

A seguir, vamos listar algumas das coisas que todo ginecologista realmente detesta que aconteça em suas consultas.

Veja aqui quais são as cinco coisas que o ginecologista pensa, mas você nem imagina

1 - Depilação

Diferente do que as mulheres pensam, o médico não está nem um pouco preocupado com o tipo de depilação que a paciente usa. Na verdade, ele não vai pensar nada a respeito de uma mulher com mais pelos. Acredite: ele já viu todo tipo, e mais uma não é nenhuma novidade para ele.

2 - Não minta

Nunca, jamais, em nenhuma hipótese um paciente deve mentir para o médico. Muitas mulheres não se sentem à vontade ou confortáveis para responderem uma pergunta com sinceridade e acabam mentindo para o ginecologista. Assim, o tratamento indicado por ele poderá não surtir efeito algum.

3 - Número de parceiros

Outra dificuldade das mulheres é falar qualquer coisa referente as suas relações sexuais e o número de parceiros que ela tem ou já teve.

Publicidade

Esse assunto também não impacta em nada a vida do médico. Se ele faz uma pergunta desse tipo, é porque precisa da informação para entender o quadro clínico.

4 - Querem que tudo dê certo

A primeira coisa que a mulher deve entender quando vai a uma consulta ginecológica é que o médico quer que tudo dê certo. Tratar o ginecologista como inimigo não levará a nada. Então, é essencial compreender que ele está ali para ajudar a encontrar soluções ou descobrir e combater qualquer problema.

5 - Deixar a paciente confortável

Acredite: a maioria dos profissionais da saúde quer realmente que os pacientes se sintam à vontade, e isso é ainda mais intenso dentro de um consultório de ginecologia. O médico sabe que essa situação é desconfortável e constrangedora e fará de tudo para melhorar o clima com a paciente. Por isso, a mulher deve colaborar, respondendo de maneira sincera e relatando qualquer problema que ache relevante.