Não faz tanto tempo assim que os principais #produtos da República Popular da #China pareciam ser ideologia extremista, arroz, ternos Presidente Mao e bicicletas. Desde a abertura econômica do gigante asiático, no entanto, os industriosos empresários e trabalhadores chineses têm inundado o mundo com produtos e mais produtos, desde brinquedos baratos a computadores e automóveis de última geração. E, se é verdade que o Capitalismo está mudando a China (como diriam os Engenheiros do Hawaii, "a Coca-Cola já tomou conta da China"), a China também parece destinada a mudar a face do Capitalismo com sua alta produtividade e seus gostos um tanto estranhos.

Publicidade
Publicidade

A seguir, cinco estranhas contribuições da China aos consumidores do mundo:

1 - Freud famosamente teorizou que as garotas, em uma fase de seu desenvolvimento emocional e sexual, desenvolvem "inveja" peniana quando descobrem que, diferentemente dos garotos, elas não possuem pênis. Aparentemente, esse produto foi desenvolvido para as mulheres que ainda estiverem presas nessa fase do amadurecimento psicológico. Ou para fazer os chineses sentirem falta dos ternos à Mao.

2 - É uma luz traseira para bicicletas em formato de coraçãozinho. Apenas isso, nada obsceno, na verdade, é até fofinho. A questão é se as outras pessoas vão entender do que se trata e se os motoristas não vão se sentir tentados a dar umas batidinhas no ciclista "engraçadinho" - seja lembrado ainda que esse produto foi feito para brilhar no escuro.

Publicidade

Não é impossível que, em vez de melhorar a segurança do ciclista e daqueles que o rodeiam no trânsito, esse produto tenha o efeito contrário, o de diminuí-la. Em todo caso, é mais um bom exemplo da velha máxima sobre o inferno estar cheio de boas intenções. Os designers sabem bem como é isso. Antes de ser produzido, deve ter parecido uma boa ideia, algo que atrairia principalmente (mas não só) garotas meigas que usam coraçõezinhos em seus pingos do "i" e colocariam esse aparelho em suas bicicletas e orgulhosamente pedalariam por aí à noite, confiantes na proteção que vem do coração.

3 - Aparentemente, a China, como se não bastasse usar trabalho infantil nas fábricas, também recruta projetistas de dez anos de idade para sua força de trabalho. Até aí tudo bem, a grande questão é sabe onde eles encontraram os consumidores também de dez anos de idade tomando decisões sobre o banheiro da casa.

4 - É difícil dizer se o público-alvo desse produto são os cachorros que querem fazer cosplay de patos ou donos que possuem cachorros, mas gostariam que eles se parecessem mais com patos. As duas opções parecem igualmente críveis.

5 - Essa mistura de boné, capuz e máscara deve ser bastante popular com assaltantes de banco e pessoas extremamente tímidas. É difícil entender quem mais o deseja. Talvez algum superherói que queira defender sua identidade secreta. Não serve nem para evitar respirar o ar poluído da capital Pequim (Beijing).

#Bizarro