Se você gosta de literatura fantástica e lendas antigas, com certeza já está bastante familiarizado(a) com seres como dragões, hobbits, lobos gigantes e outras criaturas que, até então, eram somente parte do universo da fantasia. Mas e se você descobrisse que, na verdade, estes seres poderiam não ser tão míticos assim [VIDEO]?

Em séries literárias como ''#Game of Thrones'' e ''Harry Potter [VIDEO]'', vemos humanos e dragões coexistindo - e muitas vezes interagindo entre si - no mesmo mundo. Em ambas as séries, os dragões são tidos como criaturas perigosas, mas passíveis de serem controladas por seres humanos. Já em ''O Senhor dos Anéis'' e em outros livros do professor J.R.R.

Publicidade
Publicidade

Tolkien, os dragões são criaturas muito mais impiedosas e inflexíveis, com grandes ambições por ouro e personalidade cruel.

Na vida real, os dragões não cospem fogo, mas sua saliva é letal, e capaz de fazer um ser humano sangrar até a morte.

Conheça esse e outros seres 'mitológicos' que realmente existiram:

Hobbits

Os hobbits são criaturas bastante conhecidas dos fãs de J.R.R. Tolkien. Nas histórias da Terra Média, os hobbits são criaturas com mais ou menos a metade a estatura de um homem adulto - esta estatura pode variar entre 0,6 a 1,2 metro - e possuem personalidades dóceis e um grande entusiasmo por comida.

Publicidade

São de uma raça derivada os homens, e por essa razão, bastante semelhantes a eles. Os ''hobbits do mundo real'' viveram a cerca de 12 mil anos atrás. Escavações arqueológicas na região da Indonésia revelaram esqueletos bastante semelhantes aos esqueletos de homens comuns, medindo apenas 90cm e com crânios de cerca de um terço do tamanho de um homem comum. Junto com os corpos, foram encontradas ferramentas e outros indícios de que ali vivia uma civilização inteira destes ''pequenos homens''.

Alguns cientistas sugeriram que estes seriam homens com problemas de crescimento, mas a maior parte dos arqueólogos garante que estes ''hobbits'' realmente pertenciam a uma espécie diferente.

Dragões

Os dragões, conhecidos nos mitos e na literatura fantástica por serem seres alados, capazes de cuspir fogo e com corpos quase indestrutíveis, tornaram-se parte do imaginário popular a partir das descobertas de fósseis de dinossauros e outros répteis.

Publicidade

É claro que nenhuma destas criaturas possuía asas ou cuspia fogo. Por outro lado, o megalania, uma espécie de lagarto gigante que vivia na Austrália, e que deu origem ao animal conhecido como dragão de komodo, é considerado o dragão do mundo real. Com até oito metros de comprimento, este animal possuía uma saliva extremante perigosa, capaz de fazer um ser humano sangrar até a morte.

Kraken

Se você gosta de ''Piratas do Caribe'' vai se lembrar do Kraken, uma espécie de lula gigante que, de acordo com a mitologia nórdica, afundava navios e matava guerreiros. O Kraken é descrito como um ser do tamanho de uma ilha, com centenas de tentáculos.

Porém, se você pensa que o Kraken é ''história de pescador'' - ou ''história de pirata'' - saiba que cientistas catalogaram a existência de uma lula colossal, cujo tamanho ultrapassa os 15 metros. E fica pior: seus tentáculos - alguns com três pontas - possuem ganchos e podem girar para capturar presas.

Assim como no caso dos dragões, acredita-se que os mitos a respeito do Kraken surgiram a partir da observação de criaturas reais.

Lobos gigantes

Os lobos gigantes que você vê na série ''Game of Thrones'' não são apenas fantasia. No mundo real, também já existiram lobos assim: bem maiores, mais fortes e mais letais do que os lobos comuns. Suas presas, comparáveis a presas de tigres-dente-de-sabre, eram bem maiores do que as dos lobos menores.

Mas fique tranquilo(a), esta espécie foi extinta quando os lobos menores surgiram, tendo que competir com a nova espécie para alimentar-se, o lobo gigante, ou lobo pré-histórico, acabou virando uma espécie ''aproveitadora'' das caças alheias, tais como as hienas e abutres. Porém, devido ao seu tamanho, este animal precisava de muita alimentação e acabou sucumbindo a extinção.

Moby Dick

Na literatura, Moby Dick é conhecida como a colossal baleia albina que destruía embarcações - tendo destruído até 3 embarcações de uma só vez. A Moby Dick da vida real na verdade chamava-se Mocha Dick, pois vivia perto da Ilha de Mocha, uma pequena ilha na costa chilena.

E, de fato, existiu um capitão que retornou aos mares após seu navio ter sido afundado por ''Moby Dick''. No romance de Herman Melville, o Capitão Ahab retorna ao mar por vingança, enquanto na história real, o Capitão Pollard retorna ao mar devido as obrigações impostas pelo seu trabalho. #Harry Potter #Curiosidades