Embora aparentemente não seja um gesto universal (há até culturas que o consideram nojento), o #beijo parece ocorrer de forma natural às pessoas que vivem em culturas em que o beijo é um estimado e cobiçado gesto de carinho, amizade, amor romântico ou entrega íntima. Todo mundo conhece a mecânica básica, por assim dizer, do beijo. Ainda assim, algumas pessoas, na hora de beijar seus parceiros (ou parceiras), cometem erros que acabam por prejudicar o efeito do gesto e diminuir ou mesmo eliminar o prazer mútuo do casal. A seguir, estão listados e brevemente discutidos seis erros frequentemente cometidos no beijo romântico:

1 - Beijar logo depois de comer

Um engraçadinho já disse que o beijo deve ter sido inventado por um réptil que queria garantir a sua parceira que ela era tão suculenta quanto o mosquito que ele tinha acabado de degustar.

Publicidade
Publicidade

Seja isso verdade ou não, não há nenhum motivo para uma pessoa ter que experimentar em segunda mão a refeição que sua cara-metade acabou de fazer ou sentir o aroma da referida refeição. Não é necessário beijar logo depois de comer. Na pior das hipóteses, deve-se pelo menos lavar a boca e apelar para um chicletinho.

2 - Exagerar no ritmo

"Est modus in rebus" ("em todas as coisas, há uma justa medida"), diziam os romanos, os prudentes romanos, os sábios romanos. Partir para cima com tudo, acelerar demais em vez de ir acelerando à medida que o outro (ou outra) vai também ganhando velocidade e comportamentos do gênero estão entre os erros que tendem a estragar o beijo para a outra pessoa e deixar uma impressão ruim.

3 - Bancar o aspirador de pó

Outra coisa horrorosa é o #Comportamento da pessoa que parece estar testando seu poder de sucção como se estivesse concorrendo ao título de aspirador de pó do ano.

Publicidade

Para a outra pessoa, é, no mínimo, incômodo, mas pode também machucá-la.

4 - Beijar com lábios ressecados

Os lábios não precisam estar encharcados (ver próximo item), mas ninguém merece ser beijado (a) com lábios que pareçam o solo daqueles lugares que ficam anos sem ver uma chuva.

5 - Deixar de controlar a saliva

Nem tanto à terra nem tanto ao mar. Não é porque o beijo com lábios ressecados é ruim que a outra pessoa vai gostar de um beijo em que ela parece ser um passageiro do Titanic se afogando por falta de botes salva-vidas.

6 - Exagerar em locais públicos

Cada conjunto lugar-momento tem suas convenções que devem ser respeitadas. Exagerar em público na hora do beijo pode embaraçar a outra pessoa e é uma bola fora. Que sejam guardadas certas efusões para a intimidade do casal, que é o lugar a que elas pertencem. #Relacionamento