Sabe-se que há enorme variação entre os seres humanos em matéria de altura, peso, cor de pele, dos cabelos, etc. Ainda assim, algumas pessoas têm #características extremamente raras, que as distinguem da maioria da humanidade e são compartilhadas com uma diminuta minoria. A seguir, estão listadas e brevemente comentadas seis dessas interessantes características:

1. Fístula pré-auricular

A fístula pré-auricular é um pequeno orifício, que pode ser visto em pelo menos uma das orelha de aproximadamente uma em cada vinte pessoas. Supõe-se que esse buraquinho seja um resquício de ancestrais dos humanos que possuíam brânquias.

2. Ossos praticamente inquebráveis

O gene LRP5 está envolvido no processo de mineralização dos ossos.

Publicidade
Publicidade

Mutações podem ser responsáveis pela formação de ossos muito fracos ou, pelo contrário, de ossos bastante densos e resistentes.

3. Sangue dourado

Diferente do que o sangue pode sugerir, o sangue dourado não tem cor de ouro. Ele, contudo, é bastante raro, pois suas hemácias não possuem antígeno nenhum em suas superfícies.

4. Músculo palmar longo

A presença ou ausência desse músculo não altera a capacidade de mover os membros do indivíduo. Pensa-se que ele seja um remanescente da época em que ancestrais da espécie humana viviam em árvores. A presença desse músculo pode ser verificada unindo-se o polegar e o dedo mínimo. Se ele estiver presente, um ligamento ficará visível no antebraço do indivíduo.

5. Quimerismo genético

Quimerismo genético é o nome que recebe a existência de mais de um conjunto de DNA no organismo.

Publicidade

Ocorre quando se fundem dois embriões, que formam um só ser que carrega material genético oriundo dos dois embriões. Heterocromia ocular (quando um olho tem cor diferente do outro) e pele com cores diferentes, dando uma aparência de mosaico estão entre as características mais comuns entre os portadores do quimerismo genético.

6. Colesterol incondicionalmente baixo

O gene PCSK9 está localizado no cromossomo número 1 dos seres humanos e possui entre suas responsabilidades coordenar a produção de uma proteína responsável por controlar o nível de colesterol no sangue. Há uma mutação do gene PCSK9 que mantém o colesterol do sangue em níveis baixos e reduz radicalmente (em 90%) o risco de desenvolver problemas de natureza cardíaca, o que abre ótimas e óbvias possibilidades de felicidade gustativa. Para os portadores dessa mutação, o McLanche Feliz deve ser bem mais feliz do que para os outros, que se veem ameaçados pelos efeitos de seus exageros alimentares sobre seus níveis de colesterol. #Curiosidade #Corpo