A necessidade, dizem, é a mãe da invenção. Se é verdade, o pai deve ser o talento. E certamente é inspirador ver seres humanos, em tudo ou quase todos iguais a seus semelhantes, vencendo os obstáculos com que se defrontam graças à boa e velha inteligência. Em alguns casos, podem ser encontradas no meio do cotidiano mesmo amostras de algo que provavelmente merece o nome de genialidade. A seguir, seis exemplos de pessoas que se deram bem em situações de dificuldade graças ao que carregam dentro da cabeça:

1 - Que atire a primeira pedra quem nunca se irritou com a dificuldade de achar estacionamento ou com os motoristas folgados que espremem os carros doa outros na hora de estacionar.

Publicidade
Publicidade

Como diria o pessoal das Organizações Tabajara, "seus problemas acabaram". Basta arranjar uma escavadeira para marcar um estacionamento VIP que manterá os motoristas sem-noção devidamente afastados.

2 - É difícil a situação de quem se vê apertado no meio da rua e sem ter onde satisfazer sua necessidade de maneira discreta. Esse cavalheiro resolveu o problema de maneira elegante. Mais genial do que isso só se for descoberto que, na verdade, a urina é um combustível bastante eficiente, não-poluente e renovável (essa última, pelo menos, já é verdade).

3 - Não é a maneira mais ortodoxa de preparar as salsichas do cachorro-quente, mas talvez seja a mais eficiente. No mínimo, é uma das mais interessantes que há. Se a comida não ficar boa (embora estragar salsicha seja quase um pecado), pelo menos terá valido pela experiência.

Publicidade

4 - Dizem que nada como uma sentença de morte para concentrar o pensamento de uma pessoa. Isso ou a perspectiva de uma nota baixa em uma prova. Ele precisava de um jeito de enganar os fiscais de prova e encontrou. Se mostrasse tanto entusiasmo na hora de estudar, provavelmente não precisaria fazer esse esforço para colar. Mas, sem dúvida, foi bastante engenhoso.

5 - Como a história do sujeito que reclamava por não ter sapatos até encontrar alguém que não tinha pernas, só que em vez de ficar filosofando de pés descalços o sujeito foi lá e fez algo útil da vida. Levando-se em conta a quantidade de pessoas nesse mundo que tem pouco algumas garrafas de plástico entre as coisas que podem chamar de suas, esse método de proteger os pés talvez pegue e essas garrafas venham a fazer parte junto com as 'Havaianas' da pauta de exportações do Brasil.

6 - Provavelmente, quem fez isso foi o Macgyver em um dia que havia muitas visitas para tomar sopa e não havia garfos em quantidade suficiente para todo mundo. Simples, elegante e eficiente.

#criatividade #Desespero #Humor