Publicidade
Publicidade

Se você ama seu animal de estimação e o considera da #Família agora pode pensar em registrar isso em cartório. Exatamente, já existem cartórios que estão fazendo a certidão de guarda de pets para que eles passem a ter um registro formal, e isso incluí poder colocar o sobrenome da família.

Isso já é realidade em algumas cidades brasileiras, agora foi a vez de Boa Vista, capital de Roraima, dar o pontapé e desde a última sexta-feira (21) o Cartório do 1º Ofício da cidade está emitindo o documento pelo valor de R$ 70. Os apaixonados pelos peludos podem colocar seus sobrenomes nos "filhotes" provando a guarda e que são fazem parte da família.

Publicidade

Um exemplo de bom guardião vem da estudante Letícia Lápola, uma das voluntárias da Yawara, associação de proteção animal. Ela fez uma visita ao abrigo e conheceu Gaspar, um vira lata lindo de 6 anos, os dois logo fizeram amizade, depois de alguns contatos com o animalzinho decidiu adotá-lo. O documento foi emitido em nome da associação, mas leva o sobrenome da jovem que de agora em diante passa a ser sua guardiã. Gaspar tornou-se o primeiro cãozinho da cidade a ganhar o "identpet", nome do registro de guarda.

A estudante, que é dona de outros três cachorros não cabe em si de contentamento e, reforça a segurança que o registro oferece, pois é uma forma de comprovar que ele é seu, até porque segundo ela, os pets já eram considerados parte da família. "Me sinto mãe deles", brinca e agora Gaspar também tornou-se filho.

Publicidade

De acordo com o tabelião do cartório, Josiel Loureiro, algumas fotos do animal ficam arquivadas para o caso de perda ou fuga do bichinho. Ele explica que muitas pessoas amam mais os #Animais domésticos do que alguns seres humanos, portanto, nada melhor do que poder comprovar esse parentesco. Loureiro conclui dizendo que o desejo de todos é dar mais segurança aos donos e seus bichinhos.

O "identipet" vem com o nome do animal, a raça, cor, tamanho, data de nascimento e o nome de seu tutor. Ainda são acrescentadas outras características, caso ele possua como, cicatrizes, marcas e informações de algumas doenças genéticas. Esse documento é muito importante também no auxilio de busca por animais perdidos ou roubados e até disputa de guarda.

Documentos para registrar seu pet

Para registrar seu animal de estimação o tutor deve apresentar toda documentação exigida pelo cartório: RG, CPF, comprovante de residência e foto do bichinho, de preferência ao seu lado. Depois de preencher um formulário será preciso aguardar 24 horas, serão feitas buscas no sistema para comprovar se o animal não tem outro dono, e só então será emitido o "identpet" definitivo. O ideal seria que todos os estados brasileiros seguissem esse belo exemplo. #Filhos