Desde os tempos do pioneiro Hipócrates e talvez antes, seres humanos têm dedicado esforços a identificar, prevenir, curar ou pelo menos amenizar os males que roubam a saúde de seus semelhantes. Nem sempre bem-sucedido, esses esforços (combinados com a disseminação de preceitos de higiene e o desenvolvimento de técnicas de saneamento básico, que são em boa parte produtos do crescente corpo de conhecimento sobre as #Doenças e suas causas) aumentaram a expectativa de vida dos seres humanos, reduziram a mortalidade infantil e eliminaram diversas causas de sofrimento. Às vezes, em sua busca por expandir seus conhecimentos e ajudar os pacientes, a medicina se depara com doenças que parecem ter saído diretamente de um livro de fantasia, realismo mágico ou ficção científica, mas causam dor, constrangimento, incômodo e, às vezes, até a morte de seres humanos bastante reais.

Publicidade
Publicidade

A seguir, cinco dos problemas de saúde mais espantosos que existem.

1 - Fasceíte necrotizante

A fasceíte necrotizante (ou fasceíte necrótica) é uma infecção que causa necrose de tecidos adiposos e conjuntivos (ou seja, causa a morte das células desses tecidos). A doença deve ser tratada com a remoção cirúrgica imediata dos tecidos afetados pela infecção, já necrosados ou não, e a aplicação de antibióticos específicos. O progresso da doença é rápido e pode levar o indivíduo à morte.

2 - Epidermodisplasia verruciforme

A epidermodisplasia verruciforme é causada por uma condição genética bastante rara que deixa seus portadores extremamente suscetíveis à ação do vírus HPV, que ganha liberdade para originar verrugas pelo corpo. Essas verrugas, que reaparecem se removidas, têm um aspecto que lembra a casca das árvores, o que rendeu à enfermidade que as causa o nome popular de “doença do Homem-Árvore”.

Publicidade

3 - Síndrome da explosão da cabeça

Apesar do que o nome possa sugerir, a cabeça das pessoas que sofrem dessa síndrome não explode literalmente, o que é pouco consolo para os indivíduos que essa estranha parassonia (distúrbio do sono) aflige. O indivíduo que sofre desse distúrbio é acordado por barulhos abruptos imaginários, como, por exemplo, sons de tiros, explosões ou portas batendo. Embora apareça mais frequentemente em pessoas com mais de cinquenta anos, ele também pode afetar jovens. A longo prazo, avisam os especialistas, a síndrome pode causar depressão e síndrome do pânico.

4 - Síndrome do lobisomem

Chamada popularmente de síndrome do lobisomem devido ao aspecto que confere aos portadores, a hipertricose, que não tem cura, causa o crescimento excessivo dos pelos de uma região específica ou de todo o corpo.

5 - Síndrome do homem de pedra

A fibrodisplasia ossificante progressiva, apelidada de síndrome do homem de pedra, é uma rara doença de origem genética que afeta os mecanismos de regeneração do corpo, causando a ossificação de tecidos fibrosos e confinando seu portador em um segundo esqueleto.

Publicidade

A condição ainda não tem cura e a expectativa de vida dos indivíduos com a doença é relativamente baixa. Mesmo que os tecidos ósseos adicionais sejam cirurgicamente removidos, eles serão substituídos por novos tecidos ósseos. #Bizarro