Na manhã dessa quinta-feira (20), Chester Bennington, vocalista de uma das bandas mais famosas no mundo, Linkin Park, foi encontrado morto em Los Angeles. A banda surgiu no ano de 1996, na cidade da California, nos Estados Unidos, e desde essa época permaneceu nas paradas de sucesso.

A notícia chocou o mundo e deixou o rock roll em luto [VIDEO]. Muitos artistas, como Hihana e OneRepublic, fizeram homenagens [VIDEO] em suas redes sociais.

O motivo da morte chocou ainda mais. Aos 41 anos, Chester se matou. E com isso, procura-se respostas para tal comportamento. Sabe-se que durantes muitos anos o cantor lutou contra seu vício em bebidas alcoólicas e drogas.

Publicidade
Publicidade

Ele já declarou publicamente que já havia pensado em suicídio quando foi abusado sexualmente na infância. Mas, o que causou o estopim para tal atitude nesse momento é assunto desconhecido. Será que poderia ser evitado? Fica a pergunta dos fãs.

A doença

O suicídio é uma causa de morte muito comum em todo o mundo. É considerado um problema extremamento complexo, pois tem causas variadas e leva em consideração a individualidade da dor e do sofrimento de cada um. A depressão, o transtorno bipolar e o transtorno boderline estão diretamente associados.

Por muito tempo, o suicídio foi pouco discutido e havia grande carga de preconceito. Porém, aos poucos, os países começam a criar políticas públicas com o objetivo de conscientizar e orientar a população sobre os sinais de quem está prestes a tomar a atitude de acabar com sua própria vida.

Publicidade

Houve divulgação de atitudes que se tomadas, podem servir como saída. São elas:

  • Oferecer esperança, ligar para o CVV ou dar aconselhamentos;
  • Restringir acesso a meios letais e estar sempre presente, evitando o acesso a armas brancas e remédios;
  • Disseminar a conscientização da doença com os vizinhos, amigos e familiares. É fundamental que as pessoas recebam #ajuda se por um acaso procurarem por uma.

Tudo isso quando se tem a certeza de que alguém precisa e demonstra que se encontra em estado depressivo. Mas, e quando não sabemos?

Os sinais

É importante dar atenção a alguns sinais:

  • Observar os padrões comportamentais da pessoa. Ela passa muito tempo sozinha? O que costuma fazer nas horas de lazer? Se ela passa muito tempo deitado, não demonstra alegria, fique alerta!
  • Reconhecer as variações drásticas de humor. Ela se irrita muito facilmente? Ou sente uma tristeza profunda sem motivos?
  • Observar o uso excessivo de álcool e drogas

Além de todas as dicas dadas é essencial procurar uma ajuda especializada. #2017