Assim como partes do #Corpo feminino como os ovários e o útero, os #testículos dos homens também são órgãos importantes para a reprodução do ser humano e toda sua espécie. Nele, são produzidas as células que possuem o código genético de cada pessoa, além de, é claro, possuir a importante função de fecundar o óvulo para criar um novo ser.

Os testículos fazem parte do sistema reprodutor do #Homem e biologicamente possuem a função primordial de produzir espermatozoides. Entretanto, eles possuem maiores e ainda mais importantes fortes características, essas que poucas pessoas e até mesmo muitos homens conhecem.

Veja a seguir 8 curiosidades que você provavelmente ainda não sabia sobre os testículos e passe a conhecer melhor esse órgão tão importante do corpo humano:

1 - A origem do nome

A palavra ‘testículos’ vem de ‘testis’, que no latim quer dizer ‘testemunha’.

Publicidade
Publicidade

Mas afinal, qual a relação que há nisso?

Existem algumas hipóteses sobre isso, porém, a que mais faz sentido e a mais considerada, é a que os guerreiros e demais gladiadores de Roma – que seriam as testemunhas – costumavam fazer seus juramentos com suas mãos em seu saco escrotal.

2 - Eles não param de produzir espermatozoides

Os testículos são capazes de produzir cerca de 1,5 mil espermas a cada segundo, o que representa cerca de 130 milhões deles a cada dia sendo que, nos homens que são mais reprodutivos, esse número pode chegar a 200 milhões.

3 - É onde tem mais proteína

Segundo informações contidas no ‘Atlas das Proteínas Humanas’, é nos testículos que os homens possuem a maior quantidade de proteínas em seu corpo. São mais de 999 tipos da substância contidas no órgão, ou seja, é praticamente três vezes a mais do que existe no segundo tecido mais proteico do corpo, que é o córtex cerebral, onde há 318 tipos.

Publicidade

4 - Os homens estão ficando menos reprodutivos

De acordo com um estudo feito recentemente a respeito da qualidade e quantidade de espermas produzidos pelos homens, em relação a umas amostragens de 26 mil candidatos, houve uma queda de 32% da produção nas concentrações. Isso entre um determinado período de 17 anos.

O que preocupa, afinal, a qualidade e a quantidade de espermas que um homem produz, define muito sobre a sua saúde.

5 - Eles podem matar

Muitos homens não sabem, mas sentir dor aguda nos testículos pode levar à morte. É lógico que isso não significa diretamente que, ao receber uma bolada, ele estará correndo risco de vida, mas, se por acaso, o órgão for esmagado ou apertado com muita força, aí sim pode ser perigoso.

6 - Quanto maiores são, piores são os pais

Segundo uma pesquisa feita pela Universidade de Atlanta, há uma forte ligação entre o tamanho dos testículos e a capacidade de um homem em ser um bom pai. Ou seja, quanto maiores foram as glândulas reprodutivas do homem, mais cuidadoso e atencioso como pai ele será.

Publicidade

7 - Eles são desiguais

Ao contrário do que os homens se preocupam, não há nada de errado em ter um testículo mais elevado do que o outro e normalmente o direito fica mais acima do que o esquerdo, sendo este um padrão para os humanos. Isso ocorre porque os cordões que sustentam o órgão são de tamanhos diferentes por causa de alguns fatores biológicos.

8 - Os jovens correm maior risco

Metade dos homens que contraem câncer nos testículos possuem idades entre 20 e 34 anos, por isso, ao que tudo indica, a incidência da doença é bem maior em jovens, sendo que também há vários casos existentes entre adolescentes.