Um desafio muito apimentado proposto pelo site Sex Challange está deixando muitos casais afoitos esperando pelo depois, contudo outros não se mostram muitos interessados em tamanha abstinência. Você deve convencer seu parceiro(a) a entrar no jogo em apenas uma noite, são 30 dias sem sexo, não vai ser nada fácil. Mas quem quer nada fácil? O bom vai ser a recompensa e o prazer que virá depois.

Se você consegue ficar 30 dias sem álcool, pizza, chocolate e outras guloseimas do gênero não deve ser tão difícil passar por mais esta prova. Segundo a revista "Delas.pt" tudo começou quando uma página australiana on line propôs aos casais, no mês de março, um jogo pra lá de apimentado para dar uma esquentada na relação. Dessa vez o site do Delas.pt decidiu fazer o jogo contrário.

Publicidade
Publicidade

A publicação saiu no mês de maio. Contudo se você não quiser participar do jogo é bom não começar porque são 30 dias sem as delícias do #amor.

Sexo deve ou não ser praticado todos os dias?

Há uma controvérsia a respeito do assunto, alguns estudos apontam para a prática diária e outros recomendam cautela. Os primeiros relatam que os benefícios para o corpo e mente são inúmeros como: felicidade, alivio da dor e produtividade. O sexo libera uma substância chamada dopamina responsável pelo bem-estar, essa sensação de recompensa, presente também na cafeína e no chocolate. Por isso você fica tão relaxado após essa terapia tão prazerosa.

Estudos também garantem que atividade sexual diariamente é um ótimo remédio para acabar com suas dores, portanto se tem frequentes dores de cabeça pratique mais sexo.

Publicidade

De acordo com uma análise alemã feita em 2013, cerca de 60% das entrevistadas que sofriam de enxaquecas e das 30% das que sofriam de outros tipos de dores, afirmaram que após a atividade sexual a sensação de alívio foi positiva.

Ainda segundo os estudos feitos na Universidade de Albany em 2002, 300 mulheres submeteram-se a testes e concluiu-se que ao fazerem sexo sem preservativos os sintomas da depressão foram bem menores A conclusão deveu-se ao fato de observarem a presença de estrogênio e prostaglandina que contém no sêmen e são absorvidos, fazendo com que as dores diminuam ou passem logo após.

O sexo só faz bem

Mas há quem opte por praticar com menos intensidade e nem por isso se pode dizer que não seja saudável e prazeroso para o #Casal. O importante é que ambos saiam satisfeitos e totalmente relaxados, a quantidade é meramente um número, portanto não deve influenciar no #Relacionamento e boa convivência dos parceiros.