Será que a distância realmente é um empecilho para duas pessoas ficarem juntas? A maior parte das pessoas acredita que relações a distância são tentativas em vão, que com certeza vão se frustrar e não conseguem lidar com a dor da saudade do outro.

Há pessoas que nem cogitam a possibilidade de um dia manter um relacionamento longe do companheiro, mas, uma história e ótimos argumentos poderão mudar a concepção de quem pensa assim.

Um exemplo de que é possível manter uma relação a distância é o caso de Mariana Marsal e Leandro Marques, os dois não se desgrudavam e já mantinham uma relação sólida de namoro por alguns anos, mas toda a segurança e os encontros frequentes chegaram ao fim quando a moça foi fazer parte de seu Ensino Médio nos Estados Unidos em 2009.

Publicidade
Publicidade

Foram muitas as pedras no caminho dos dois.

A tecnologia na época não era como nos dias de hoje, não tinha WhatsApp, e Mariana só podia fazer ligações de no máximo duas horas pelo Skype. Então, ela utilizava uma hora com a mãe e a outra hora com o #Amor. “Eu tinha duas horas de Skype por semana. Então, uma hora eu falava com a minha mãe e uma hora com ele”, conta.

Depois de concluir a temporada, Mari voltou para o Brasil, mas o seu namorado estava de viagem marcada para o Canadá. Dessa vez, foi mais fácil, pois lá Leandro não tinha tantas restrições quanto a amada, já que morava sozinho e tinha muito mais tempo para conversar e matar a saudade de Mariana pela internet.

Eles sempre estudaram na mesma sala e eram muito ligados. A jovem conta que sentiu medo de ser deixada de uma hora para outra e os dois pensaram em terminar a relação antes da viagem dele para o Canadá, mas logo mudaram de opinião.

Publicidade

“Terminar não fazia sentido. Se você quer ficar com essa pessoa, por que você vai terminar?”, questiona Mariana. Depois de tantas viagens, idas e voltas, os dois voltaram a viver perto um do outro, ambos moram em São Paulo e seguem o namoro.

Mas como lidar com a distância?

Não é fácil encontrar alguém que esteja disposto a manter uma relação a distância, uma relação saudável e honesta e que possa sobreviver aos vários tropeços que a vida oferta. Por isso, algumas atitudes são cruciais para que os dois envolvidos convivam bem e sem mágoas.

Ser sinceros um como outro e decidir se vão realmente querer colocar a relação na frente é um ponto muito importante, fazer a pergunta "somos um casal?" A depender da resposta, realizar um planejamento sobre o futuro e o que os dois desejam da relação.

A comunicação é tão essencial quanto o amor que ambos sentem. Não adianta só falar que ama e não conversar sobre o que não gosta no outro.

A psicóloga Cátia Damasceno, master coach em #Relacionamentos do projeto “Mulheres Bem Resolvidas”, afirma que o uso da tecnologia é muito bem-vindo, manter uma rotina de troca de mensagens é importante para que o outro não se sinta esquecido, já que todo mundo que está em um relacionamento se sente carente quando o companheiro não está presente.

Publicidade

#Namoro a distância