É muito comum quando estão grávidas as mulheres sentirem desejos estranhos. Que tal comer feijão com sorvete, batata-frita na sopa e outras substâncias que juntas não parecem tão agradáveis? Parece não ser muito bom, não é mesmo. E que tal saborear um pedado de carvão, terra ou tecidos? Nada a ver, não é? Mas isso existe e é um sinal claro de que o indivíduo está com a chamada 'Síndrome de Pica'. Esse é o nome popular dado para uma doença de nome difícil, a alotriofagia. Esse mal consiste no desejo de alguns indivíduos em comerem substâncias que não são nada nutritivas. Para a doença ser caracterizada, a pessoa tem que estar com a estranha vontade de comer coisas estranhar a mais de um mês e ter idade suficiente para conseguir ter o raciocínio perfeito.

Publicidade
Publicidade

Conheça os sintomas e o que é a alotriofagia, mais conhecida como a Síndrome de Pica

A enfermidade de nome difícil é tão complexa que existem várias maneiras de se entendê-la. Isso porque, em alguns casos, comer algo que não é nutritivo pode ter a ver com a cultura de um povo por exemplo. Em outros casos, a pessoa pode estar com deficiente em um dos mecanismos neurológicos que cuida da parte da necessitada das vitaminas em seu corpo. Quando sentimos fome, por exemplo, a sensação aparece após o cérebro enviar uma espécie de sinal para o sistema neurológico. A gente sente vontade de comer para manter todo o organismo funcionando corretamente. Os indivíduos que tem a '#síndrome de pica' também tem essa área ativada, mas no caso deles, qualquer coisa estranha pode servir para alimentar a cabeça e o corpo.

Publicidade

Certas substâncias, é claro, podem causar graves males à #Saúde.

Mas afinal, de onde tiraram o nome para a 'Síndrome de Pica'?

O leitor deve estar se perguntando porque esse mal psicológico tem um nome tão estranho, mas é porque ele vem de origem latina. Ele é inspirado no pássaro 'Pica Pica', que também é chamado em alguns regiões de "pega-rabuda". Essa ave é conhecida por comer tudo o que vê pela frente, daí a ligação do seu nome com a doença. É bom lembrar que, diante de certas situações, os seres humanos podem ser obrigados a comer qualquer coisa estranha por condições impostas pela sociedade. Um bom exemplo foi o que aconteceu nos anos 1800, nos Estados Unidos. Isso porque os escravos americanos, sem ter o que comer, acabavam apelando para o que viam pela frente, o que popularizou essa prática nesse trecho de tempo. Ainda hoje, o mesmo pode ocorrer em regiões pobres de todo o mundo.