Uma jovem de 16 anos estava de passeio com amigos pelas praias mexicanas, quando morreu de maneira trágica por conta de um erro cometido com frequência pelas pessoas. A vítima se chamava Lanna Hamman, e sua morte chocou muita gente.

A garota aproveitava o passeio com amigos e familiares, e desfrutava de uma saúde perfeita. A surpreendente história de Lanna veio à tona por conta dos depoimentos dos amigos que a acompanhavam no dia em que tudo aconteceu.

Eles relataram que tiveram um roteiro cheio de atividades, e que Lana estava muito empolgada com a agenda, por isso chegaram a fazer vários passeios em um mesmo dia. Chocada pela #Morte tão precoce da filha, a mãe da adolescente decidiu tornar o caso público para alertar outras pessoas do risco que correm sem nem ao menos imaginar.

Publicidade
Publicidade

Entenda aqui o que aconteceu com Lanna no dia de seu falecimento

Como a menina desfrutava de uma saúde perfeita, e não apresentava nenhum problema, sua morte se tornou um mistério. Lanna teve um colapso na praia, e os paramédicos foram chamados para prestar socorro a menina.

Mesmo com o atendimento que foi prestado imediatamente, a jovem morreu no local, e a causa foi associada a um ataque cardíaco. Imediatamente os pais e os amigos de Lanna começaram a se questionar sobre como uma jovem tão saudável poderia ter sofrido de tal mal repentino.

Por isso mesmo, as pessoas próximas a jovem autorizaram que diversos testes fossem feitos para que o mistério fosse enfim desvendado.

E o diagnóstico foi surpreendente: os médicos associaram a morte de Lanna a alguma bebida que ela havia ingerido em excesso durante os passeios.

Publicidade

Os amigos então relataram que devido à rotina agitada durante as férias, a jovem substituiu a água pelo energético para ter mais disposição para os roteiros.

Os principais males associados ao excesso das bebidas com teor energético

Assim como Lanna, muitas pessoas usam esse tipo de líquido para ter disposição e aproveitar melhor o dia. Mas essa pode ser uma estratégia muito arriscada. Isso porque as bebidas energéticas são ricas em cafeína, e o seu excesso pode causar aceleração do batimento cardíaco, aumento da adrenalina e desidratação, além de problemas estomacais e renais.

Especialistas alertam que uma lata de energético equivale à cerca de 4 xícaras de café. No caso de Lanna, foram consumidas 6 latas, o que causou o colapso em seu organismo.

Como muitas pessoas desconhecem os perigos existentes dentro das embalagens desses produtos, a família da jovem decidiu divulgar a situação para evitar que mais pessoas coloquem suas vidas em risco ao consumirem em excesso as bebidas que prometem disposição, mas não garantem a segurança. #Dicas #Curiosidades