Robert (que preferiu usar um nome fictício para preservar sua imagem), de 35 anos, contou sua história à Cosmpolitan e expôs o drama de ser um #Homem adulto e conviver com um micropênis. De acordo com suas declarações, o órgão possui 2,5 cm em estado flácido e 6,8 cm quando ereto. Ainda de acordo com Robert, o órgão é extremamente fino.

Ele recorda que sua infância foi cercada de desafios e constrangimentos. Um de seus maiores desejos era poder urinar em pé, como outros garotos de sua idade. Em idade escolar, o constrangimento aumentava à medida que ele se via em situações onde “expor” o #Pênis era necessário. “Fazer xixi sentado era o menor dos problemas”, comentou.

Publicidade
Publicidade

À medida que envelhecia, sua autoestima diminuía gradativamente ao ouvir nas rodas de amigos comentários sobre tamanho de pênis, bem como o desejo feminino por órgãos mais avantajados. “Um dia, eu ouvi quatro das minhas colegas de trabalho concordando que homens com genital pequeno são simplesmente indesejáveis”, disse. “É óbvio que elas não sabiam que eu era um desses homens”, salientou.

Robert teve uma única relação sexual aos 23 anos e, segundo ele, foi uma situação extremamente humilhante. “Ela era estudante universitária e quando tirei a roupa, ela olhou para meu pênis e colocou a mão na boca mostrando que estava imensamente surpresa. Neste dia, descobri que o preservativo jamais se encaixaria em mim, mas resolvemos tentar sem proteção. O pior momento foi quando eu já estava lá e ela repetia: 'Já está dentro?'.

Publicidade

Todas as vezes que ela dizia isso, eu apenas queria morrer. Ela parecia não sentir nada e, quando por um momento eu pensei que pudesse estar fazendo algo direito, ela se levantou e disse que precisava de um copo d’água. E foi assim”, comentou à revista de forma constrangida.

Robert salienta ainda que a mídia é extremamente cruel com homens que sofrem do problema. “A sensação é que não somos bons o suficiente para nenhuma mulher. Passo todos os meus dias lendo artigos, posts de fóruns, vendo vídeos sobre o assunto, mas até agora nada muito concreto foi feito a respeito”, disse. De acordo com suas declarações, muitas mulheres demonstram ter interesse por sua estética em perfis na internet e aplicativos de namoro, mas quando sabem de seu problema, desaparecem.

“Atualmente não estou focado em ter uma vida amorosa. Eu tento me concentrar em outros assuntos que me interessam. Neste momento da vida, lutar para conquistar alguém e ter que me afirmar como homem me deixaria ainda mais ansioso e deprimido.

Publicidade

Não preciso de mais essa humilhação”, concluiu.

O que é a micropenia?

A média do pênis do homem brasileiro é cerca de 14 cm quando em estado de total ereção. Clinicamente, um micropênis possui abaixo dos 4 cm quando flácido e 7,5 cm quando ereto.

Estima-se que 0,6% dos homens são afetados pelo problema no mundo. A testosterona é o principal fator para que o problema ocorra. Ainda dentro do útero, o feto não teria o recebimento adequado da testosterona (hormônio masculino), o que levaria a formação lenta do pênis.

É necessária uma avaliação urológica ainda na infância para identificar o problema. Alguns tratamentos com testosterona e hormônios do crescimento podem ser usados na tentativa de ajudar o genital a se desenvolver. Síndromes genéticas também podem estar por trás da condição. #sexo