Com #Saúde não se deve brincar. O corpo humano pode ser uma verdadeira caixinha de segredos. Não é atoa que muitos especialistas se dedicam a encontrar os seus mistérios. No geral, pesquisas indicam que as mulheres vão mais aos médicos do que os homens, mas esse comportamento tem mudado. Hoje muitas mulheres também têm um certo temor de frequentar especialistas. Talvez, o medo seja de que um diagnóstico ruim apareça, mas isso não faz o menor sentido.

Por isso, é muito importante que as mulheres estejam sempre com a saúde em dia e consultando aquele especialista de confiança. Um médico que deve ser visto pelo menos uma vez por ano é o ginecologista. Ele pode elucidar sobre um tema importante, mas às vezes deixado de lado, o corrimento vaginal.

Publicidade
Publicidade

O corrimento vaginal pode indicar um problema bem sério

O corrimento vaginal é um líquido natural que sai do órgão genital da mulher. Ele pode se mostrar como um muco. No geral, essa condição é natural e não há com o que se preocupar. Ainda assim, ao aparecer o tal corrimento, muitas mulheres podem até entrar em pânico. É preciso ficar atenta a cor do muco que sai do órgão íntimo, e dependendo de como ela se apresentar, ir correndo ao médico. Mesmo que a cor ideal (falaremos mais sobre isso ao longo desse artigo) esteja normal, o ideal é que as representantes do gênero feminino frequentem pelo menos uma vez ao ano o ginecologista. Sobre o corrimento, quando ele está anormal, pode esconder problemas muito sérios.

Quando o corrimento vaginal deve virar uma preocupação à saúde?

A principal coisa que a mulher deve ficar atenta é a mudança da cor do corrimento e também se a sua região íntima está com um cheiro forte ou coçando.

Publicidade

Isso pode ser o primeiro sinal de que ela está com uma doença sexualmente transmissível ou uma infecção. O ardor, como se fosse uma queimação forte, também deve ser observado. O muco que sai da #vagina muda a cor normalmente conforme o ciclo menstrual. A sua cor normal vai de transparente à clara de ovo. Ele também pode ser branco e ainda assim nada estar errado.

Então quando se preocupar?

De acordo com o ginecologista Jurandir Piassi Passos, a mulher deve ficar mais atenta, caso a cor do corrimento esteja variando. As cores que não são nada legais são o amarelo-pus, o rosa, o amarelo-esverdado, o marrom e também o branco se aproximando do cinza. Caso a mulher esteja na dúvida, ela deve consultar o seu especialista de confiança, que pode passar exames adequados para identificar de onde vem o problema. Outro fator que pode ser um mal na vida da mulher é a falta de higiene adequada. #É Manchete!