Quando o assunto é intimidade do casal, muitas são as explicações e teorias sobre o que “pode ou não pode”. Claro que isso vai de cada um e as crenças e, principalmente, os princípios devem ser respeitados para garantir o sucesso da relação.

Vale lembrar que qualquer prática de natureza sexual que seja feita sem o consentimento de ambos os parceiros com pressões psicológicas [VIDEO] e ameaças são crimes e para isso é preciso procurar a polícia.

Em 2013, no entanto, o site “Gospel Mais” fez um matéria em que aponta o que o Pastor #Silas Malafaia, um dos maiores líderes da comunidade evangélica em todo o país, fala sobre as praticas de sexo anal e oral.

Publicidade
Publicidade

Segundo a Bíblia, as práticas não são pecados como imaginavam muitos religiosos.

Segundo o pastor, as práticas não seriam proibidas ou pecaminosas desde que existisse comum acordo entre o casal, e que a bíblia não normatiza praticas sexuais. O que é proibido é qualquer tipo de relação forçada, mesmo entre pessoas com matrimônio estabelecido [VIDEO].

“Nas escrituras sagradas não existem nada sobre praticar ou não sexo oral, isso sequer é mencionado. Cabe ao casal decidir praticá-lo ou não. Quanto ao sexo anal, embora não exista nenhuma referência explícita condenando-o, alguns podem se basear no texto de Coríntios 6:10-13, em que diz que há uma condenação pela prática anal, não só por homossexuais, mas também heterossexuais. No meu ponto de vista, isso deve ser discutido na intimidade do casal, levando em conta o princípio básico que é o consentimento mútuo” declara Malafaia na época.

Publicidade

O pastor ressalta que as escolhas de práticas sexuais devem ser feitas de forma pessoal levando em conta apenas as preferências do casal. Para ele, se Deus criou a instituição do matrimônio e não interfere nas relações íntimas conjugais, não seria qualquer outro ser humano que teria propriedade ou autoridade para dizer o que é ou não certo dentro da sexualidade conjugal de terceiros.

Mas ele frisa que existem práticas que são condenáveis pela bíblia. Segundo os evangélicos, o adultério, a prostituição, o homossexualismo, a fornicação (sexo entre solteiros) e a zoofilia (sexo com animais) são condenáveis.

Na internet, nem todos receberam isso com bons olhos e já apareceram as críticas à postura do pastor referente a esse tema.

O pastor também fala que casamento sem sexualidade não é casamento e que práticas saudáveis e feitas com vontade mútua serão de cunho pessoal dos cônjuges e ninguém tem nada com isso. #Relacionamentos #evangelicos