Uma #modelo colombiana diz que foi forçada a se despir, na frente de todos, em uma #Delegacia. Katherine Martinez está agora acusando os oficiais de uma delegacia de Cali, na Colômbia. A linda morena diz que eles a obrigaram a se expor, completamente nua, na sua frente e na de todos os prisioneiros. Alegadamente, eles teriam forçado a beldade, de 27 anos, a levantar seu vestido, em troca de uma cadeira. A jovem contou que aceitou fazer isso, porque estava embriagada e precisava muito se sentar, por causa de um tornozelo torcido. O que revoltou mais ainda essa jovem modelo [VIDEO] foi que alguém filmou tudo e as imagens acabaram sendo expostas online.

Publicidade
Publicidade

Apesar de estar embriagada, Katherine garante que não tinha nem ideia que alguém estava gravando, porque jamais o faria, se soubesse, mesmo em uma situação de desespero. De acordo com a modelo, os oficiais disseram que ela teria que levantar o vestido e expor suas partes íntimas, se quisesse que eles tirassem suas algemas e lhe dessem uma cadeira para ela se sentar.

O vídeo, que está circulando na internet, mostra a jovem retirando a roupa, enquanto estava algemada na janela, perante vários gritos de incentivo, do que se acredita ser uma pequena multidão de homens, pelos gritos de loucura que se escutam. Ela foi filmada levantando seu vestido ao redor de seus seios e expondo suas partes íntimas, enquanto abaixava sua cueca vermelha.

Katherine é fisioterapeuta, mas largou seu emprego no hospital para começar a trabalhar como modelo e DJ.

Publicidade

Mãe de um filho, ela revelou ter ficado muito chateada com o que aconteceu naquela delegacia e disse: "Todos os policiais me disseram que se eu quisesse que me passassem uma cadeira, eu precisava tirar meu vestido e mostrar-lhes meu corpo. Então, os prisioneiros do sexo masculino começaram a me gritar: 'Sim, sim, levante sua roupa'".

A jovem modelo disse que recorda algumas coisas, mas não de tudo. Entretanto, o comandante da polícia de Cali, Hugo Casas, já comentou o polêmico incidente e confessou que os seus oficiais eram responsáveis ​​por publicar as filmagens online. No entanto, ele recusou a acusação da jovem e negou que eles a tivessem 'forçado' a se despir, sugerindo que Katherine teria feito aquilo por sua vontade. "Ela decidiu tirar a roupa e realizar atos obscenos na delegacia", contou o homem, lamentando apenas que seus homens não a tivessem impedido de continuar e que, em vez disso, tenham filmado com seus celulares. "Deveriam tê-la parado e protegido sua integridade", acrescentou.

Publicidade

Hugo Casas contou ainda que todos os oficiais envolvidos foram já identificados. Katherine está entrando na Justiça e já contratou um advogado para processar a polícia e falou que estava "emocionalmente afetada" com o vídeo que está online.

Especialistas legais disseram que está claro que, se os policiais filmaram as cenas, eles são culpados de comportamento criminoso.

#Abuso Sexual