Vários compradores foram surpreendidos com a presença de manequins vivos nas vitrines de lojas de um centro comercial em Kent, na Inglaterra. A polícia foi chamada a intervir quando uma mulher, que vestia apenas uma peruca loira, se colocou no lado das manequins da vitrine, completamente nua. A senhora, com peso extra, estava se manifestando contra a extrema magreza dos manequins que estavam nessa loja, quando foi detida pelos policiais.

O caso ganhou mais exposição midiática, quando as pessoas começaram a comentar nas redes sociais. Depois dessa mulher, que foi vista mais tarde por profissionais médicos, porque os policiais acreditavam que ela não estava mentalmente saudável, outros casos foram denunciados no mesmo #shopping de Bluewater.

Publicidade
Publicidade

Um internauta escreveu, no Facebook, que viu cinco #mulheres, de tamanho grande, se manifestando, despidas, contra os manequins das vitrines das lojas.

As pessoas estão reagindo muito a essa #Manifestação, mas as reações são variadas. Apesar de vários internautas concordarem com as razões dessas mulheres, são poucos os que aceitam a forma como elas se manifestaram, especialmente em um local tão frequentado por crianças. Foi constrangedor para alguns pais olharem para as mulheres completamente nuas, na frente das suas crianças.

Uma compradora ficou atordoada com essa cena e disse que a mulher esteve parada por pelo menos 15 minutos, antes que os oficiais chegassem. A mulher, que não foi nomeada, disse: "Ela era uma senhora grande e, obviamente, estava fazendo um protesto sobre os manequins magros, mas ela foi longe demais.

Publicidade

Havia crianças ao redor e para ser sincero, ninguém quer ver alguém parado na vitrine de Dorothy Perkins sem nada".

As pessoas contaram que a mulher apenas colocou a peruca de uma das manequins da montra em sua cabeça e que ficou ali pelada, enquanto os compradores passavam na frente da loja. As mulheres ainda tentaram reagir à polícia, mas acabaram mesmo sendo detidas.

Alegadamente, estas mulheres, de tamanho grande, diferente das manequins, não concordam que as lojas estejam promovendo um conceito de extrema magreza, que começa logo pelos manequins que expõem em suas vitrines. A verdade é que os manequins são sempre magros e essas mulheres estavam apelando a uma maior diversidade. "Bom trabalho a quem quer que você seja. Afinal, por que não há modelos com curvas nas nossas vitrines?", escreveu um internauta, no Facebook, concordando com a manifestação.

Já em 2013, a candidata liberal democrata Jo Swinson pediu às lojas que usassem manequins de tamanho maior, depois de descobrir que a maioria das lojas usava só tamanhos pequenos nas suas vitrines, como relembrou o jornal Daily Mail. Ela disse na época: "Muitos clientes querem ver imagens mais realistas em revistas, TV e na rua principalmente, e ter manequins que refletem e celebram nossa sociedade diversa é uma maneira realmente positiva de ajudar a alcançar isso".