Por mais que seja chato ter que admitir, nem todos os relacionamentos duram até que a morte os separe ou são felizes para sempre. Paciência, nem tudo é como as pessoas querem. Como as pessoas lidam com o colapso de seus planos, com o enterro de suas últimas quimeras como diria o poeta, mostra a têmpera do caráter delas. Alguns afundam na autopiedade, outros brilham. A seguir, estão apresentados seis casos de pessoas que fizeram uma limonada dos limões que o relacionamento lhes deu:

1 - Essa deve ser uma das seitas que mais crescem no Brasil e no resto do mundo também. Espera-se que ela ajude a apreciar trocadilhos infames e perdoar os energúmenos porque eles não sabem o que fazem.

Publicidade
Publicidade

2 - Talvez ela ter estado constantemente bêbada tenha ajudado o relacionamento a prosseguir durante tanto tempo. Malditos Alcoólicos Anônimos! Bom, talvez tenha sido melhor assim. Beber e dirigir já pode provocar uma tragédia, beber e namorar (e casar, formar família, etc.) nem se fala. E o sujeito ganha a oportunidade de reviver a velha fábula da raposa e as uvas. Se perguntarem, ele pode dizer que a largou porque ela bebia demais.

3 - Como dizem, a fila andou - no mínimo, é o que ela quer que ele acredite. Talvez Rodrigo exista no mundo real, talvez não exista. Ele certamente existe agora nos pesadelos e arrependimentos do sujeito cuja tentativa de reatar foi dispensada sem cerimônia nenhuma. Se bem que o Rodrigo deve ser um cara incrível para conquistar uma gata dessas. Talvez ele devesse perguntar se o Rodrigo não quer um amigo.

Publicidade

4 - Há uma velha piada. A mulher diz que o cara lembra o mar. Ele, cheio de si, pergunta: poderoso e romântico? Ela responde: não, me dá náuseas. Pois é, algumas pessoas contam piadas, outras criam piadas e algumas vivem piadas. Esse último é o caso dessa pobre moça e de seu (ex-) namorado cafajeste.

5 - Algumas pessoas são destituídas de empatia mesmo que no menor grau. Em um de seus livros, Machado de Assis mencionou a lança de Aquiles, que teria curado uma ferida que ela tinha feito. Talvez se comportando como uma canalha, ela esteja ajudando-o a curar mais rápido a ferida do rompimento. Afinal, ele descobriu no mesmo dia que estava solteiro e que é melhor assim.

6 - Pouca gente tem a manha para transformar um fracasso pessoal em uma afirmação filosófica. "Caio, mas depois levanto" é uma frase que todo mundo deveria ter em mente. Tendo em vista a fonte da solução, aquela música dos Beatles "With a Little Help of My Friends" (em português, "com uma pequena ajuda dos meus amigos") também é algo a ter em mente.

#namoros #Humor