Um passageiro do #UBER teve a viagem mais desconfortável de sua vida, quando seu motorista se envolveu sexualmente com uma prostituta, no banco da frente. Perigo e nojo foram as sensações que Aner Manuel sentiu durante essa corrida, que o deixaram odiando o Uber. O homem relatou esse incidente, em Chicago, EUA, para a empresa de transporte e recebeu como resposta um bônus de 40 reais, o que ele considerou inadequado, perante a gravidade de sua queixa. Esse cliente horrorizado mostrou as filmagens como prova, e acabou compartilhando o clipe na mídia social.

As imagens gravadas por Manuel mostram tudo o que ia se passando no banco da frente do carro que esse jovem pegou.

Publicidade
Publicidade

Ele ainda pensou em sair da viatura, mas sentiu medo, por não conhecer a cidade de Chicago e não saber bem onde estava. Quando reconheceu o local, ele pediu para sair no momento. Mesmo assim, ele ficou 'preso' nesse Uber durante alguns quilômetros, enquanto uma prostituta acariciava e fazia sexo oral no motorista. O cliente ficou horrorizado e colocou o clipe nas mídias sociais, descrevendo esse como o "passeio mais perigoso e inapropriado de sempre".

Nas imagens, dá para ver a mulher, uma loira, beijando o homem e depois abaixando a cabeça em seu colo, não se percebendo, no entanto, tudo o que aconteceu. Manuel contou que quando entrou nesse Uber, reparou que já seguia um passageiro no banco da frente, mas pensou que até pudesse ser alguém da família. Por essa razão, ele não se incomodou e entrou na viatura, mal ele sabia o que estava para acontecer.

Publicidade

O incidente aconteceu durante a madrugada e ele rapidamente notou que a mulher estava drogada e que antes de se envolver sexualmente com o motorista, ela já havia tentado abrir a porta do carro várias vezes.

Ele percebeu rapidamente que ela não estava bem, mas com a viagem decorrendo, ela foi ficando cada vez pior. Quando ele a viu, sem cinto, e se mexendo sobre o motorista, ele ainda pensou em sair, mas não sabia onde estava. Porém, quando ele viu a mulher fazendo o ato sexual, ele não aguentou mais. "Esta foi a minha última gota. Pedi ao motorista que me deixasse sair", contou o homem, em declarações para a Esquire.

Após essa corrida louca, Manuel reclamou com a Uber, através do Facebook. Foi aí que eles ofereceram um crédito de 40 reais para ele. O homem considerou essa resposta completamente desproporcionada e compartilhou o vídeo online, para que eles respondessem devidamente a sua queixa.

Agora, o Uber prometeu [VIDEO] investigar o incidente, e um porta-voz da empresa revelou: "O comportamento desse antigo motorista é terrível e não é tolerado no aplicativo Uber. Assim que esta situação nos foi relatada, imediatamente removemos o acesso desse motorista".

#prostituição