Uma pessoa ciumenta geralmente é insegura, algo que não é problema se for no limite certo. Ao tentar controlar o outro, a pessoa que sente ciúmes tenta minimizar essa insegurança que sente, mas geralmente acaba descontando suas frustrações em cima de quem ama, prejudicando, assim, o seu vínculo amoroso.

Para a psicóloga Maura de Albanesi, a pessoa muito ciumenta é muito controladora. Segundo a especialista, os ciumentos nutrem pela outra pessoa um forte sentimento de posse e, desse modo, agem como se estivessem manipulando um tipo de marionete.

Como saber se o ciúme está exagerado?

A especialista afirma que uma pessoa ciumenta está constantemente tentando invadir o espaço do outro e deseja que ele faça tudo o que ela deseja, de acordo com o que manda, sob a ameaça de perdê-la.

Publicidade
Publicidade

O caso geralmente acontece como uma chantagem, uma dominação e um tipo de controle.

Para um relacionamento, isso não costuma ser saudável, uma vez que o #ciúme em excesso pode machucar ambos os lados que estão interessados na continuidade da relação. Isso ocorre porque a pessoa ciumenta não suporta a ideia de que o outro pode ser livre e que pode fazer o que tiver vontade.

Quando está dentro dos limites

Por outro lado, se esses tipos de sentimentos forem levados para o lado em que um tem cuidado e um certo zelo pelo outro, isso pode ser visto como algo normal. E quando isso acontece desse jeito é porque ambas as partes se amam muito e, consequentemente, acabam sentindo ciúme por conta do zelo que sentem um pelo outro.

Segundo a psicóloga, o certo mesmo é que ambas as partes não acabem cercando um ao outro com cobranças e fiscalizações.

Publicidade

Ao invés disso, seria mais saudável fazer o outro entender o quanto é importante, dando-lhe maior atenção.

Quando se torna um grande problema

Agora, quando a pessoa se deixa dominar por completo a uma grande e exagerada insegurança, então surge o maior problema de todos. O que ocorre é que normalmente essa pessoa passa a culpar excessivamente a outra por se sentir insegura, baseado em desconfianças e acusações.

A pessoa excessivamente ciumenta está constantemente desconfiada, sempre está colocando a culpa em seu cônjuge e, desse modo, enche seu relacionamento com discussões e cobranças. Inventa coisas em sua cabeça e, por fim, prejudica não só a si mesma, mas também ao outro. E em alguns casos, prejudica até mesmo as pessoas que estão à sua volta, como amigos, colegas de trabalho e parentes. #Relacionamentos #Homensemulheres