Em 2015, uma mulher [VIDEO]mexicana ficou conhecida no mundo inteiro por conta de uma situação gravíssima que passou. Com medo de ir ao médico, a #Mulher não se consultou a respeito de uma grave patologia que estava desenvolvendo.

Mercedes Talamares Victorio, de 53 anos, preferiu adiar o diagnóstico mesmo com uma reação pavorosa acontecendo em seu corpo. A barriga da mulher não parava de crescer, e ficou muito maior do que normalmente é a de uma grávida em estado de gestação avançado.

Com muito medo de descobrir o que poderia ser a mulher preferiu não descobrir, e tentou levar a vida de maneira normal por muito tempo.

Mas em determinado momento o caso se tornou insuportável, e ela decidiu consultar um especialista.

Publicidade
Publicidade

Foi então que uma descoberta impressionante aconteceu.

A mulher tinha um tumor em estado avançado

A mulher manteve-se longe dos hospitais por mais de 5 anos, com a barriga crescendo descontroladamente. Quando chegou ao hospital, todos os funcionários e pacientes ficaram chocados com a situação.

Com medo de ser diagnosticada com uma #Doença sem cura, Mercedes preferiu se abster do resultado, e nunca quis descobrir qual era o problema, mesmo sabendo que alguma coisa muito errada estava acontecendo.

A situação ficou tão grave que ela não conseguia mais fazer coisas simples, como se limpar, ou cuidar da higiene pessoal, pois era impossível se dobrar sobra a barriga imensa.

Depois de muita insistência de sua filha, a mulher então aceitou ir ao hospital descobrir do que se tratava, e foi então que o diagnóstico impressionante foi dado: Mercedez carregava um tumor de cerca de 60 kg.

Publicidade

Hospital ficou famoso por resolver o caso de Mercedez

A situação foi considerada gravíssima, e o tumor que Mercedez carregava foi considerado o maior da história. Para removê-lo com segurança, toda a equipe médica do hospital foi reunida.

O tumor estava comprimindo todos os órgãos da mulher, e por isso a cirurgia foi considerada de extrema delicadeza. Ao final, sobrou muita pele por conta do tamanho do abdômen da paciente.

O mais impressionante, no entanto, é que a cirurgia, que durou cerca de 4 horas, foi um sucesso. Apesar do quadro extremamente grave em que se deixou chegar, a mulher passou bem pelo procedimento, e sobreviveu à remoção.

O maior medo de Mercedez era descobrir que poderia morrer por conta de uma doença, e por isso ela preferiu não ir ao hospital checar a sua saúde, mesmo diante de um sinal claro de que alguma coisa estava muito errada.

Os médicos alertaram que esse caso foi excepcional, e que poucas pessoas sobreviveriam a um tumor desse tamanho. Se ela tivesse feito a remoção no início, no entanto, a cirurgia teria sido muito menos arriscada e infinitamente mais simples.

#cancer