Seja pela internet, revistas ou canais de TV, a #pornografia está cada vez mais acessível, e cada vez mais vem ganhando novos adeptos. Com isso o número de pessoas que recorrem aos especialistas para tratar desse vício vem crescendo, assistir a vídeos, comprar e ver revistas com conteúdo adulto pode parecer inofensivo, mas isso pode e causa dependência.

O doutor Jeffrey Satinover em um comitê no senado norte-americano definiu a pornografia como uma droga muito mais poderosa que a heroína, já que pode ser usada em qualquer lugar e é aplicada através dos olhos. Fato é que esse tipo de conteúdo pode ser prejudicial a ponto de impactar mais do que se imagina na sociedade.

Publicidade
Publicidade

Como a dependência é desenvolvida

A conexão cerebral se dá através dos neurônios, quando dois deles são ativados simultaneamente devido a algo que comemos, cheiramos ou fazemos. Eles se conectam um com o outro, e é isso que faz com que seja liberada a dopamina, e então temos a sensação de prazer.

Assim como as drogas tóxicas, a pornográfica encharca o cérebro com dopamina, em defesa o cérebro se protege do excesso desse hormônio descartando alguns receptores químicos que teriam a função inibidora, e como consequência disso maior será a necessidade de acessar a pornografias.

Devido ao fácil acesso aos conteúdos eróticos quando o cérebro perceber a queda de dopamina o indivíduo não terá dificuldade para suprir essa necessidade. Estudos revelam que 86% dos jovens atualmente consomem esse tipo de conteúdo, pelo menos uma vez na semana.

Publicidade

Muitas pessoas podem até achar normal um adolescente olhar uma revista escondido, ou assistir a um filme, mas não percebem que essa experiência pode ser o start para começar a passar horas atrás desse tipo de conteúdo

Perfil

Ao contrário do que muitas pessoas pensam nem sempre quem é viciado em pornográfica é uma pessoas que não possui valores, nem crenças ou são medonhas. Em muitos casos as pessoas não se enquadram dentro desse perfil estabelecido, muitos indivíduos equilibrados socialmente fazem parte deste grupo, e consomem esse conteúdo sem que possamos perceber.

Consequências

Tudo na vida costuma ter um preço, e o mesmo se dá com o vício em conteúdos pornográficos, a princípio pode parecer inofensivo, mas os danos podem ser drásticos. Dentre as consequências psicológicas e sociais provocadas estão:

– O vício se torna uma fuga, um lugar onde o indivíduo começa a se esconder para não ter nenhum tipo de responsabilidade e adormece a consciência;

– O consumo de conteúdos eróticos o tira da realidade, e faz com que crie uma visão destorcida sobre relacionamentos no mundo real dificultando a relação interpessoal;

– Muitas vezes a depressão e a ansiedade são as causas para entrar no vicio, mas elas também funcionam com um artificio para potencializar o consumo de pornografia;

– Faz com que o desejo sexual fique quase nulo;

– A pornografia gera serias alterações no comportamento a ponto de destruir relacionamentos. #vidasocial #Relacionamento