Toda ocupação tem seus ossos [VIDEO]do ofício e seus segredos, conhecidos pelos praticantes e desconhecidos pelos leigos. A "profissão mais antiga do mundo" não é exceção. Há alguns fatos sobre o trabalho desenvolvido pelas prostitutas que seus clientes não imaginam - e a maior parte delas nunca contará a eles.

A seguir, estão listadas e discutidas de maneira breve algumas das realidades do mundo da #prostituição de que a maior parte das pessoas talvez nem sequer desconfie:

1 - O prazer dela é secundário - e alguns clientes podem ser terríveis

Se a prostituta consegue derivar prazer dos atos sexuais de que participa [VIDEO]no exercício de sua ocupação, ótimo para ela, mas é obrigada a entender, como o sujeito que frita batatas em loja de cadeia de fast food ou aquele que controla um brinquedo de parque de diversões, que estar perto do prazer alheio - e até ser parte indispensável dele - não significa que seus próprios desejos serão satisfeitos.

Publicidade
Publicidade

Entendido por esse ângulo, o trabalho da prostituta é como qualquer outro. Pior ainda: muitas prostitutas são maltratadas por seus clientes ou tratadas como se fossem meras bonecas sexuais que tivessem sido criadas apenas para o prazer deles.

2 - Sexo e intimidade emocional não são a mesma coisa

Sexo e intimidade encontram-se associados nas vidas da maior parte dos seres humanos, mas não quer dizer que sempre andem juntos, especialmente no caso do sexo pago. Só porque a prostituta está fazendo sexo com o cliente não quer dizer que haja intimidade entre eles e que ele pode contar o que quiser.

3 - Bordéis não costumam ser modelos de asseio

Prostíbulos não são conhecidos, em sua maioria, pelo extremo cuidado no trato das coisas - e há boa razão para isso. A verdade é que toalhas e roupas de cama nesses lugares muitas vezes não são higienizadas.

Publicidade

4 - Nem toda prostituta aprova a infidelidade

O fato de uma mulher ser prostituta não quer dizer necessariamente que ela aprove a infidelidade. Muitas detestam ter que atender homens que elas sabem casados ou em um relacionamento com outra pessoa.

5 - Ganhar a vida fazendo sexo pode ser bem menos incrível do que algumas pessoas fantasiam

Parece um emprego de sonho, mas, como mencionado acima, esse trabalho é, antes de mais nada, um trabalho e, como todo trabalho, pode ser tedioso, exasperante e brutal. Fazer sexo várias vezes por dia, às vezes, mesmo sem realmente desejar, pode ser um verdadeiro martírio.

6 - Prostitutas detestam ter que lidar com homens que não cuidam da higiene das partes íntimas

Não há muito que elas possam fazer (a não ser talvez, se for o caso, recusar o cliente), mas só porque o homem não tem um relacionamento afetivo com uma mulher e talvez nunca mais vá vê-la não quer dizer que ele deva se apresentar com a região genital suja, malcuidada. #garotas de programa