O que faz um livro ser considerado uma obra à frente do seu tempo? Certos autores têm a facilidade de escrever sobre ideias e conceitos nos quais o mundo talvez nunca tenha pensado antes.

Nas obras de ficção científica, esta facilidade em descrever sobre conceitos revolucionários pode chegar ao ponto de ''prever'' o futuro. Ciborgues, satélites de comunicação, a internet e o Google Tradutor: todas estas tecnologias, que hoje são tão comuns para qualquer habitante do planeta Terra, já foram conceitos abstratos descritos em livros de ficção científica muito antes de se tornarem realidade.

Confira abaixo sete #Livros de ficção científica que ''previram'' o futuro:

2001: Uma Odisseia no Espaço

Neste clássico da ficção científica de Arthur C.

Publicidade
Publicidade

Clarke, somos apresentados a uma narrativa futurista na qual homem e máquina entram em conflito, o que acaba resultando em uma inacreditável viagem no tempo e no espaço. A história, que deu origem ao filme de mesmo nome, dirigido por Stanley Kubrick, ainda pode soar futurista demais, mesmo que já tenham se passado quase 50 anos desde que foi escrita.

Mas um detalhe da obra de Arthur C. Clarke já se tornou realidade: o uso de satélites de comunicação, citados em ''2001: Uma Odisseia no Espaço'', tais satélites tornaram-se realidade cerca de 14 anos após o lançamento do livro.

O Guia do Mochileiro das Galáxias

Escrito no ano de 1980, pelo autor Douglas Adams, ''O Guia do Mochileiro das Galáxias'' é um dos livros de ficção científica e fantasia mais populares de todos os tempos. Fazendo uso de muito humor na narração de aventuras surreais, esta obra recomenda que você sempre leve com você uma toalha, pois esta pode ser extremamente útil para diversas finalidades e livrar você de diversos apuros.

Publicidade

Se você ainda tem suas dúvidas a respeito da toalha, saiba que ''O Guia do Mochileiro das Galáxias'' previu algo que você com certeza aprova e usa frequentemente: o conceito de tradução de voz em tempo real, que no ano de 2014 passou a ser utilizado pela Google.

Neuromancer

''Neuromancer'', de William Gibson, foi publicado no ano de 1984. É considerado uma das principais obras do universo cyberpunk, além de um clássico do gênero de ficção científica. O autor é bastante perspicaz ao descrever as relações do homem com a tecnologia. Sete anos antes da criação da internet, o autor descreve a world wide web - ou rede mundial de computadores.

Cyborg

No livro ‘’Cyborg’’, de Martin Caidin, um astronauta sofre um grave acidente e perde um olho, os braços e as pernas. Este astronauta é submetido a uma cirurgia e recebe implantes biônicos como substitutos de seus membros perdidos.

Na época em que o livro foi escrito, em 1972, a ideia de implantes biônicos era apenas fantasia. O primeiro implante de uma perna biônica realizado no mundo ocorreu apenas em 2013, mais de 40 anos depois.

Publicidade

Da Terra a Lua

Este livro, escrito em 1865 por Julio Verne, pode ser considerado o ''pai'' do gênero de ficção científica. Cento e quatro anos antes da Missão Apollo a Lua, o livro descreve módulos lunares saindo da Flórida, nos Estados Unidos, em direção a Lua e retornando a Terra fazendo uso de cápsulas.

Um Estranho Numa Terra Estranha

Lançado em 1961, o livro ''Um Estranho Numa Terra Estranha'', do autor Robert A. Heinlein, fala a respeito de um homem criado em Marte, que após algum tempo é trazido de volta ao nosso planeta e sofre para adaptar-se aos nossos costumes.

O livro menciona colchões d'água que, na época de sua publicação, ainda não haviam sido inventados. Apenas 10 anos mais tarde, a ideia de um colchão d'água foi patenteada na Terra. Será que ao inventor se inspirou na obra de Heinlein?

Stand on Zanzibar

Escrito por John Brunner, este livro, publicado em 1969, previu, de forma inexplicável, a formação da União Europeia, que só tornou-se real 24 anos depois e, de quebra, ganhou um prêmio de ''Melhor Romance'' na época de seu lançamento. #Ciência #filmes