O trabalho feito pelos estúdios #Disney serve de inspiração para muitos artistas, desde sua fundação, em 1923, até os dias de hoje. Isso porque suas animações fizeram parte da infância de diversas gerações, como ainda vêm fazendo atualmente.

Inicialmente de traços simples, seus personagens iniciais, como icônico ratinho Mickey e sua primeira princesa, a Branca de Neve, ganharam os corações das crianças das décadas de 30 e 40.

Hoje, mais de 70 anos depois, animações computadorizadas e ricas em detalhes, contextualizadas em temas atuais e com lições morais como a igualdade e o respeito às diferenças [VIDEO], como as belíssimas Frozen e Moana, ainda fazem a alegria das crianças, e até mesmo, de alguns adultos, encantados pela nova fase dos estúdios Disney, mas madura e realista.

Publicidade
Publicidade

A artista norte-americana Isabelle Staub mora na Filadélfia e é formada pela Moore College of Art & Design. Em seu site, Isabelle diz que tornou-se artista desde o momento em que pôde segurar um lápis.

A partir disso, a artista conta que estava sempre criando e desenhando, todos os dias de sua vida. Para ela, a #Arte é um reflexo direto do artista, e sua arte é, portanto, um reflexo direto daquilo que ela é. Por essa razão, Isabelle acredita que coloca sua mente, seu coração e sua alma em tudo aquilo que faz, e afirma que cada trabalho seu tem a intenção de conectar os espectadores à um lugar, tempo ou emoção.

Especializada em retratos e design de personagens, Isabelle criou versões encantadoras das princesas clássicas da Disney, que ficam entre retratos realistas e pinturas à óleo.

Confira abaixo as lindas ilustrações da artista:

Branca de Neve

Vamos começar com a primeira princesa dos estúdios Disney, a Branca de Neve.

Publicidade

Em sua versão original, os traços desta princesa eram bastante simples. Na versão de Staub, os contornos da face da personagem ganharam mais volume, e os cabelos, mais movimento.

Bela (A Bela e a Fera)

Uma das princesas mais queridas do universo Disney, Bela foi retratada de forma bastante delicada pela ilustradora norte-americana. Um dos muitos pontos fortes das ilustrações de Isabelle Staub são os olhos, vivos e expressivos.

Cinderela

A artista escolheu retratar Cinderela em sua versão mais simples, sem todos os adereços, vestido dos sonhos e o famoso sapatinho de cristal. Alguns fios de cabelo fora do lugar fazem o retrato parecer ainda mais realista.

Aurora (A Bela Adormecida)

Nesta ilustração de Aurora, os destaques ficam para a beleza dos cabelos, cuja textura é perfeita e para os pontos de luz iluminando a face e os olhos da personagem.

Publicidade

Ariel (A Pequena Sereia)

Esta é uma das ilustrações mais populares de Isabelle Staub, e talvez você já a tenha visto na internet. Mais uma vez, os olhos da personagem encantam pela vivacidade.

Pocahontas

Os traços indígenas da personagem Pocahontas ficam ainda mais evidentes nesta ilustração realista. Mais uma vez, note o brilho e a textura dos cabelos.

Jasmine (Aladdin)

Com Jasmine, ocorre o mesmo fenômeno que pudemos observar na ilustração da Pocahontas; os traços étnicos da personagens estão muito mais evidentes na ilustração de Staub, já que os pontos de luz e sombra auxiliam na profundidade das feições.

Esmeralda (O Corcunda de Notre-Dame)

Nesta versão da cigana Esmeralda, a artista acertou em cheio na escolha das cores, tanto da pele, como dos cabelos e olhos da personagem.

Tiana (A Princesa e o Sapo)

Tudo nesta versão de Tiana está perfeito, desde a textura dos cabelos à maquiagem que adorna os olhos grandes e expressivos. A ilustradora domina plenamente o uso de pontos luminosos para valorizar a estrutura da face das personagens.

Mulan

E para terminar, temos Mulan, cujos traços étnicos também foram evidenciados pelo trabalho de luz e sombra de Isabelle Staub.

Gostou destas versões das princesas Disney?

Deixe sua opinião nos comentários. #Cinema