Existe uma nova marca que está trabalhando em um novo produto, que serviria como um método #Contraceptivo. Em inglês, se chama Jiftip, e é uma espécie de uma cola. O produto está sendo testado há quatro anos, mas ainda não existem certezas sobre sua funcionalidade. Se desconhecendo ainda se ele é mesmo eficaz como método preventivo, tanto de gravidez, como de doença.

A verdade é que a história se vem fazendo de imensas invenções, também nos assuntos de sexualidade. Desde os antigos até agora muito foi feito e é clara a evolução desde as formas mais bizarras de #anticoncepcional que já foram usadas, no passado. Na China antiga, as mulheres bebiam o mercúrio com o estômago vazio para evitar a gravidez.

Publicidade
Publicidade

Porém, o método se revelou ineficaz, quando elas começaram morrendo com envenenamento por mercúrio.

Na Idade Média, se acreditava que uma mulher deveria ter um pós-coital no mesmo lugar onde um lobo tinha urinado recentemente, o que parece um aborrecimento e potencialmente muito perigoso. Afinal, nada garantia que o lobo não voltasse.

Felizmente, na atualidade, existem muitas formas de contracepção medicamente sólidas e disponíveis para nós. No entanto, é mais que sabido que nenhuma delas é perfeita. Agora, é com alguma curiosidade que as pessoas estão recebendo o Jiftip. O novo produto se descreve como um "escudo de sensação" e parece essencialmente como uma cola para o pênis. Ou uma rolha, como vão comentando as pessoas nas redes sociais.

A camada superior é uma película de poliuretano, e a camada adesiva é usada em ligaduras de pele especializadas, mas com uma aderência máxima, de acordo com o site.

Publicidade

O objetivo passa por "tapar o que está aberto no pênis", e assim evitar a saída dos espermatozoides. Chegado o momento da ejaculação, essa cola, que mal se nota, vai impedir a explosão. Dito por essas palavras, parece que isso funcionaria como uma forma de impedir a gravidez. A marca diz ainda que serve para impedir incontinência urinária masculina. Mas, ainda não está provado que assim seja. E o mesmo acontece com as doenças sexualmente transmissíveis, para o qual ele poderia não ser assim tão eficaz.

"A Jiftip protege apenas o prazer e a conveniência, não as DST ou a gravidez. Então, qual é o seu objetivo, exatamente?", pergunta um internauta à marca. e são vários os comentários, ainda com muitas dúvidas, que se podem ler pelo site do Jiftip. "Desde que minha namorada teve que parar com a pílula, eu estava resignado com o fato de eu ter que começar a embrulhar minha masculinidade em coletes de força de borracha", escreveu Sam, satisfeito com esse novo produto, que lhe parece melhor do que a camisinha. Uma opinião que não é, no entanto, partilhada por Adam, que escreveu: "Não use o Jiftip. Tentei, falhou. Altamente não recomendado". #masculino