Publicidade
Publicidade

Muitas pessoas consideram que dinheiro e luxo devem andar lado a lado. O desejo de ter uma fortuna na conta para conseguir manter uma mansão, piscina e todas as regalias de uma vida rica permeia os sonhos de muita gente.

Mas um homem provou que uma coisa não necessariamente está ligada a outra. Na verdade, Marcel Amphoux se tornou muito rico justamente por gostar de ter uma vida bem simples. Ele herdou de seus pais uma #casa nos Alpes franceses e vivia lá sem luxos.

Até mesmo energia elétrica ele dispensava. Com isso, acumulou uma grande fortuna, pois quase não tinha gastos. Pela localização privilegiada de sua casa, que fica próxima a uma estação de esqui, o terreno também sofreu uma grande valorização, o que tornou Marcel Amphoux ainda mais rico.

Publicidade

Apesar de ter passado muito tempo de sua vida solteiro, em 2010 ele conheceu uma mulher 21 anos mais nova, com quem acabou se envolvendo. O nome dela é Sandrine Devillard, e houve muita desconfiança a respeito desse relacionamento.

Familiares e amigos suspeitavam do interesse de Sandrine Devillard

Além de ser muito mais jovem que Marcel Amphoux, Sandrine era considerada uma mulher muito bonita e elegante, enquanto o velho homem parecia cada vez mais humilde, se vestia mal, sem nenhum cuidado com a estética.

Os dois se conheceram quando a mulher tentou comprar uma das propriedades de Marcel, que ele se recusou a vender. Ele havia construído várias casas para seus familiares e amigos, e deixou que as pessoas vivessem lá sem cobrança de aluguel.

Publicidade

Mas anos depois, durante um passeio de carro com dois colegas de Sandrine, o homem sofreu um acidente e acabou morrendo no local, em 2012. Os dois outros passageiros sobreviveram, e isso aumentou as suspeitas em cima da viúva.

As pessoas especulavam que ela havia armado o acidente para ficar com a fortuna do homem. Logo, de fato, ela começou a mostrar as suas garras. A primeira coisa que Sandrine fez foi pedir de volta as casas dos parentes que não pagavam o aluguel.

Mas o que aconteceu em seguida deixou todos muitos surpresos. Marcel Amphoux havia escrito um testamento a respeito de todos os seus bens. Na declaração, ele dividia todas as suas posses entre os amigos e familiares, inclusive citava que as pessoas poderiam continuar nas casas que lhes foram concedidas, sem pagar aluguel, e com total direito sobre a propriedade.

Ele também não deixou absolutamente nada para Sandrine, provavelmente por já desconfiar das intenções dela.

Publicidade

A mulher, no entanto, não aceitou bem esse testamento e iniciou uma briga na Justiça pela herança, sob a alegação de que aquela assinatura era falsa. Depois de quatro anos de briga judicial, a Corte declarou que o testamento era legitimo, assinado pelo próprio proprietário, e a viúva terminou sem nenhum bem. A sentença saiu recentemente.

#casais #Casamento