O ator e roteirista Miguel Falabella é um dos nomes mais conhecidos da televisão brasileira. Ele está à frente de programas antológicos, como o 'Sai de Baixo'. Em abril desse ano, Miguel deu uma importante entrevista e esclareceu um dos maiores boatos de sua vida, que tem repercussão até os dias de hoje. Em conversa com o vlogue 'Pensando Alto' da 'Folha', Falabella falou que nos anos 1980 saíram muitas notícias de que ele estava sofrendo com o vírus HIV e teria desenvolvido a #AIDS.

Miguel Falabella revela que sofreu muito por conta de boato de Aids em sua vida

No período em que tudo aconteceu, grandes nomes da TV e da música realmente tinham a doença.

Publicidade
Publicidade

O mais notório acabou sendo o do cantor Cazuza. O músico, rapidamente, faleceu e chamou a atenção do público, que passou a temer muito a Aids. A doença também teve um estigma muito grande desde então. "Sofri muito", disse #Miguel Falabella ao comentar todos os boatos que acabaram assolando a sua carreira.

Miguel Falabella fala que era tanta gente falando que ele tinha Aids que decidiu fazer exames de sangue

O profissional da dramaturgia, que ainda hoje tem um quadro ao final do 'Vídeo Show', explica no vídeo que o boato foi se tornando tão grandioso que chegou um momento que até ele mesmo estava acreditando na possibilidade de ser soropositivo, mas, felizmente, ele realmente não tinha a doença. Ainda assim, sofria pelos boatos que falavam sobre ele até estar morrendo.

'Viraram o rosto para mim', lembra Miguel Falabella ao falar do preconceito sobre a Aids

O sofrimento de Miguel tem explicação.

Publicidade

Naquele período, como a doença era realmente muito normal e suas causas não tão conhecidas, o preconceito acabou ficando muito forte. Na conversa com o jornal 'Folha de São Paulo', ele lembra que chegou a entrar em uma loja e as pessoas, simplesmente, viraram o rosto para ele. O autor, que esteve em trabalhos como 'Pé na Cova', revela que hoje, felizmente, a cabela das pessoas mudou muito, assim como o tratamento da doença. Falabella lembra que muitas pessoas ficam décadas com o vírus do HIV vivendo super bem.

Saiba como se prevenir contra a Aids; doença ainda faz muitas vítimas

Apesar de hoje a Aids não ter percentuais de mortalidade tão altos, ela ainda faz vítimas. Por isso, é preciso sempre se prevenir. O melhor método de evitar a doença é sempre usando camisinha. Além disso, evitar múltiplos parceiros e realizar exames de sangue periódicos ajudam a não contrair o vírus do HIV.