Publicidade
Publicidade

Um vídeo de cirurgia [VIDEO]ocular segue causando as mais diversas reações dos internautas, pois, apesar de possuir imagens fortes, nos leva ao questionamento sobre o que seria e o que se pode fazer a respeito. A curiosidade sempre foi uma importante característica humana e é daí que vem todo o conhecimento.

Existe uma espécie de senso comum nas pessoas, um traço instintivo, que as fazem ter a vontade de espremer #cistos. Cistos são tumores do tipo benigno (tumores malignos caracterizam câncer), que podem surgir em absolutamente qualquer órgão e são cobertos por uma membrana, sendo geralmente constituídos de material pastoso, como pode ser observado na gravação.

Publicidade

A reação natural pode ser a de tentar [VIDEO]espremer, mas essa prática não é aconselhável. São muitos os tipos, mas podem desaparecer sem precisar de tratamento em alguns casos. Espremer pode ter várias consequências negativas, entre elas a infecção que pode deixar o local gravemente inflamado. No caso específico do cisto ocular, não é recomendável de maneira alguma tomar nenhum tipo de providência por conta própria, pois um cisto jamais deverá ser tratado como uma espinha. Os olhos são órgãos muito sensíveis e todo o cuidado é pouco em qualquer coisa que os relacione. O mais indicado pelos especialistas é procurar um profissional da área, que vai fazer um exame metódico para saber de fato o que vai ser necessário ser feito.

No caso dos olhos, é importante saber que existe diferença entre cisto, terçol e #calázio, tendo cada uma um tratamento diferente, mas são parecidas entre si aos olhos de quem não é especialista no assunto, daí a importância do médico.

Publicidade

Casos de terçol, também conhecido como hordéolo, podem durar de 7 a 10 dias e costuma causar dor e muito incômodo. É aconselhável ser examinado e retirado se for a conclusão do especialista.

Outro tipo de inflamação das pálpebras é conhecido pelo termo “calázio”. Diferentemente do terçol, que geralmente apresenta infecção, o calázio não vai apresentar quadro infeccioso a princípio, está associado a obstrução de glândula que vai impedir a excreção dos materiais dos quais a lágrima é composta e, retendo esse material, existe extremo desconforto por parte do paciente e a sensação de latejar. Um outro aspecto importante é que o calázio é muito desagradável em termos estéticos, o que pode significar que incomoda mais que a dor em algumas pessoas. Para aliviar a dor alguns tratamentos incluem tratar o enfermo com água morna através de compressas, que serve para as dores sentidas pelo portador da inflamação, o que alivia muito o paciente e melhora o seu bem-estar.

Quando isso não é suficiente, então é necessária a realização de microcirurgias que vão remover o material, mas cabe ressaltar que se a situação do calázio ocorrer com frequência, pode ser um importante indicativo de neoplasias.

Publicidade

Neoplasias são necessariamente tumores, caracterizados como reprodução de algum tecido do corpo de maneira descontrolada. Podem ser benignas ou malignas (câncer). Na dúvida, sempre vá ao médico especialista que, nesse caso, é o oftalmologista.

Vídeo