Em idade escolar e vistas pela sociedade como inocentes e indefesas, algumas crianças fogem à regra e se comportam como assassinos cruéis, capazes de planejar minuciosamente a morte de suas vítimas.

Maquinando ações macabras, #crianças assassinaram colegas, professores e os próprios pais por diversos motivos.

Confira agora, 5 assassinatos cruéis cometidos por crianças ao redor do mundo.

1)

Em 1993, os jovens Jon Venables e Robert Thompson, de 10 anos, atraíram um menino de dois anos que passeava com a mãe em um shopping no Reino Unido e o levaram para uma área deserta próxima a uma estação de trem.

Publicidade
Publicidade

Desferindo golpes contra o menino, Jon e Robert mutilaram o corpo do mesmo de tal forma, que o verdadeiro motivo que levou o pequeno a óbito jamais conseguiu ser explicado pelos legistas.

2)

No ano de 1979, a aluna do ensino médio, Brenda Spencer, de 16 anos, munida de um rifle semiautomático de calibre 22, abriu fogo contra dezenas de pessoas que se encontravam na quadra de uma escola primária vizinha de sua casa, no Texas, Estados Unidos [VIDEO]. O ato cometido por Brenda, resultou na morte do zelador e do diretor da instituição de ensino.

Encaminhada para a delegacia pelas autoridades, a atiradora de 16 anos declarou: ''Eu definitivamente não gosto de segundas-feiras.''

3)

Em janeiro de 2011, menino Bartlam Junior, de 15 anos, atacou e matou sua mãe, desferindo sobre ela uma série de golpes com um martelo.

Publicidade

O crime aconteceu própria casa, na cidade de Londres, na Inglaterra. Não bastasse a violência com que ele matou a própria mãe, Bartlam ainda teve coragem de incendiar o corpo da matriarca.

Grande fã de filmes de terror e colecionar de livros que retratam histórias macabras, os oficiais da época acreditam que o estilo de vida e os interesses artísticos do menino o influenciaram a realizar um crime com requintes tão violentos.

4)

Em 1999, Lionel Tate de apenas 13 anos foi condenado à prisão perpétua por matar uma menina de 06 anos com quem brincava no porão de sua residência.

De acordo com relato do mesmo, os dois estavam brincando de luta livre, quando a menina caiu e bateu a cabeça, causando uma lesão no crânio. Durante a biopsia, foi constatado que a vítima levou uma série de golpes na região do abdome, causando a dilaceração total de seu fígado.

5)

Em 1999, os irmãos Catherine Jones de 13 anos e Curtis Jones de 12 anos, mataram a companheira de seu pai com uma arma que encontraram na casa.

Publicidade

Encaminhados para um centro de reabilitação infantil, as crianças atribuíram a morte da nova madrasta a uma série de abusos sexuais que vinham sofrendo da vítima, bem como do próprio pai e de um amigo do casal. #crianças assassinas #assassinatos cometidos por crianças