Publicidade
Publicidade

#Hollywood até hoje desperta sonhos de jovens em busca de fama. Mas para cada astro que surge na cidade, centenas de pessoas amargam no anonimato. Além de astros, a cidade do cinema também produz muitas lendas, algumas delas tristes, como é o caso da atriz Peg Entwistle.

Millicent Lillian "Peg" Entwistle nasceu no País de Gales em 05 de fevereiro de 1908. Sua mãe morreu quando ela era muito pequena, e com seu pai, o ator teatral Robert S. Entwistle, migrou para os Estados Unidos em 1913. Porém, em 1922 seu pai foi atropelado e acabou falecendo, e Peg, então com 12 anos, foi morar com um tio, que era gerente de um teatro e agente do ator Walter Hampden.

Publicidade

Foi Walter Hampden quem deu à jovem sua primeira chance como atriz, conseguindo para ela um pequeno papel em Hamlet, que ele apresentava na Broadway, em 1925. No elenco estava também a grande atriz Ethel Barrymore. Apesar de trabalhar como extra, a atriz chamou a atenção e logo conseguiu papéis de destaque no teatro.

Ainda em 1925, ela estrelou The Wild Duck, de Henrik Ibsen. A jovem Bette Davis [VIDEO] assistiu ao espetáculo com a mãe, e anos mais tarde declarou em sua biografia que decidiu ser atriz após assistir Entwilste nesta peça.

A carreira de Peg Entwistle

A atriz fez 10 peças no teatro, algumas muito bem sucedidas. Mas em 1929 veio a grande depressão econômica nos Estados Unidos e os teatros começaram a ficar vazios.

Publicidade

Em 1932, ela atuou em Alice Sit-by-the-Fire, que foi cancelada após uma semana de exibição. Depois também participou de The Mad Hopes, que foi encerrada poucos dias depois da estreia. Peg e o elenco, que incluía o ator Humprey Bogart, não receberam os salários prometidos.

Neste mesmo ano trabalhou no seu primeiro filme, Treze Mulheres (Thirteen Women, 1932), estrelado por Myrna Loy e Irene Dunne. O filme era um thriller de grande orçamento, produzido pela RKO. Peg tinha um papel secundário, mas importante.

A fama chegou tarde demais

Em 18 de setembro, uma mulher caminhava perto do letreiro de Hollywood (na época as letras formavam a palavra Hollywoodland) quando encontrou um sapato de mulher e uma bolsa no chão. Dentro da bolsa encontrou um bilhete suicida, e então ela percebeu um corpo de mulher no pé da montanha, que já estava lá há dois dias.

O bilhete dizia: "Tenho medo, sou uma covarde. Lamento por tudo. Se eu tivesse feito isso há muito tempo, teria poupado muita dor. P.E."

Os jornais publicaram as notícias da jovem que pulou da letra H do letreiro, e seu tio associou que a jovem poderia ser sua sobrinha desaparecida há alguns dias, após sair para ir na farmácia.

Publicidade

No necrotério, ele reconheceu o corpo da jovem, de apenas 24 anos.

Os jornais noticiaram o caso até a exaustão.

Peg Entwistle teria cometido suicídio desgostosa com os rumos de sua carreira, e as poucas chances que tinha tido no cinema. Mas quando Treze Mulheres estreou, um mês após a sua morte, o filme fez um enorme sucesso, e a atriz recebeu inúmeras críticas elogiando seu trabalho.

Por ironia do destino, no dia 20 de setembro, dois dias depois de seu corpo ser encontrado, um telegrama chegou em sua casa oferecendo o papel principal em um filme. Curiosamente, Peg era convidada para interpretar uma mulher deprimida que cometia suicídio.

O sucesso chegara tarde demais...

Ao longo dos anos, dezenas de pessoas que caminhavam pelo local de sua morte alegaram terem visto uma mulher com suas características físicas, usando um vestido branco tal qual o que ela usava no dia de sua morte. Neste mesmo local, em 2014, seu único filme foi exibido em um telão a céu aberto, e a renda da projeção foi doada para a Fundação Americana de Prevenção ao Suicídio.

Em 2017, a cantora Lana Del Rey gravou a canção "Lust for life', inspirada na morte da atriz.

Outra curiosidade mórbida na vida da atriz: Peg foi casada com o ator Robert Keith, de quem se separou em 1929, após dois anos de casamento. Ela entrou com o pedido do divórcio ao descobrir que o marido já havia sido casado e tinha um filho, fato que ele havia omitido antes do casamento. O menino, que na época tinha 6 anos de idade, era o futuro ator Brian Keith [VIDEO], que também cometeu suicídio em 1997.

#Memória Cinematográfica