Publicidade
Publicidade

A segurança das mulheres ainda é um grande problema no mundo. Todos os dias mulheres são estupradas [VIDEO], vítimas de #Violência doméstica, e em alguns casos são vítimas do tráfico humano em diversas regiões desses países perigosos. Segundo relatórios, esses são os #Piores países do mundo, onde as mulheres são vítimas de todos os tipos de agressões.

1) Colômbia

É, sem dúvida, o país mais perigoso, pois, tem a maior taxa de ataques de ácido contra as mulheres e a maioria delas nem sequer é justa. No ano de 2015 mais de 45 mil casos de violência doméstica [VIDEO] foram registrados.

2) Afeganistão

Cerca de 87% da população feminina neste país não recebe educação e cerca de 70 a 80% das mulheres são forçadas ao matrimônio precoce quando estão em uma idade entre 15 a 19 anos.

Publicidade

Este país também tem um nível extremo de casos de violência doméstica com uma taxa de mortalidade materna de 400 em 100 mil.

3) Índia

A Índia é a maior em relação à população, mas ainda não é um país seguro para as mulheres por causa de altas taxas de estupros, estupros de gangues, tráfico de seres humanos, violência doméstica e infanticídios femininos. De acordo com as estatísticas, há mais de 50 milhões de casos de aborto de bebês meninas nos últimos 30 anos.

4) República Democrática do Congo

De acordo com uma investigação, o Congo possui os mais difíceis registros de violência relacionada ao gênero. Mais de mil mulheres são estupradas todos os dias, o que equivale a mais 420 mil por ano. Os resultados de saúde também são pobres, cerca de 50% das mulheres grávidas [VIDEO] testemunharam ser anêmicas.

Publicidade

5) Somália

É um país que falta lei e ordem, e o assédio sexual é considerado algo normal, com altos óbitos maternos. O casamento infantil e a mutilação genital das mulheres também são uma preocupação regular e cotidiana.

6) Quênia

As mulheres deste país apenas recebem uma pequena parte da renda que fazem, embora seja um país com uma alta taxa de produção agrícola. As projeções educacionais para as meninas são ultrajantes, pois recebem instrução em um nível inferior ao dos homens. O HIV também é um problema comum para as mulheres, pois elas não tem nenhum poder sobre sua própria vida privada.

7) Brasil

Uma pesquisa diz que a cada 15 segundos uma mulher é atacada sexualmente e uma mulher é assassinada a cada duas horas. As mulheres não têm permissão para tomar uma decisão reprodutiva, pois o código criminal proíbe os abortos, exceto nos casos de estupro, ou quando é substancialmente perigoso para a mulher dar à luz o bebê. As mulheres que quebram esta lei e que fazem o aborto, podem ser encarceradas por três anos. #Violência sexual