O escândalo envolvendo o magnata do cinema Harvey Weinstein, 64 anos, um dos fundadores da The Weintein Company, não foi o primeiro que sacudiu os alicerces de #Hollywood. A indústria do cinema contabiliza histórias semelhantes e mostra o lado escuro de algumas celebridades da sétima arte.

O mestre do suspense Alfred Hitchocock

Nem o genial diretor Alfred Hitchocok escapa da lista. O mestre do suspense e diretor de clássicos como “Um corpo que cai” e “Psicose” foi acusado de assédio sexual pela estrela do filme “Os Pássaros”, Tippi Hedren. A atriz relata em sua biografia, intitulada “Tippi”, sobre as torturas físicas e psicológicas que sofreu durante o tempo em que conviveu com Hit.

Publicidade
Publicidade

Segundo a atriz, o diretor era obcecado por ela e tinha o costume de ir de carro até a residência da atriz, apenas para vigiá-la. Os abusos e assédio sofridos por Tippi Hedren, avó da estrela Dakota Johnson (trilogia Cinquenta Tons) foi tema do filme “The Girl”, de 2012 exibido pelo canal HBO.

Roman Polanski e as acusações de estupro

O diretor polonês Roman Polanski, de 84 anos, diretor do clássico “O Bebê de Rosemary” (1968), acumula quatro acusações de estupro. O último caso veio a tona no último dia 03, através de uma publicação do jornal The New York Times. Nele, a atriz alemã Renate Langer, 61 anos, declarou que foi estuprada por Polanski quando tinha apenas 15 anos. O caso é a quarta denúncia contra Roman, sendo que o primeiro veio a público em 1977, quando a jovem Samantha Geimer, de apenas 13 anos o acusou de estupro.

Publicidade

O diretor foi acusado de violentar mais duas mulheres, a atriz britânica Charlotte Lewis e a outra vítima conhecida como Robin.

A polêmica cena de “Último Tango em Paris”

O clássico “Último Tango em Paris” (1972), dirigido pelo cineasta italiano Bernardo Bertolucci e estrelado por Marlon Brando e Maria Schneider, foi centro de polêmica por conta de uma cena não consentida de sexo, em que usaram manteiga como lubrificante. Durante décadas, Schneider disse sentir violada pela cena. No ano passado, a divulgação de uma entrevista de Bertolucci, realizada em 2013, trouxe à tona o assunto. Nela, o diretor afirmou que teve a ideia da cena juntamente com Marlon Brando, e que a atriz não sabia o que aconteceria na sequência. “Fui horrível com Maria, porque não disse o que iria acontecer", afirmou o cineasta. Ele queria que a atriz reagisse como uma menina e não como uma atriz. Diversos artistas manifestaram repúdio ao diretor e também ao astro já falecido Marlon Brando. #Escandalo