Publicidade
Publicidade

Assassinatos, corrupção, latrocínios, crimes de ódio, vingança e uma terrível fama. Esta é a #Mara Salvatrucha, uma terrível organização criminosa surgida na cidade de Los Angeles nos anos 80. Conhecida como uma supergangue, capaz de cometer os crimes mais terríveis, a Mara Salvatrucha possui origens fincadas em El Salvador, um país centro-americano bastante próximo geograficamente dos Estados Unidos da América.

Mara Salvatrucha, um nome muito similar a um nome próprio feminino, nos permite entender as origens dessa organização criminosa que já destroçou milhares de família e que possui a fama de ser uma das organizações criminosas mais perigosas do mundo.

Publicidade

O "Mara" do nome significa Gangue, na gíria local de El Salvador. "Salva" significa Salvador. Já o "Trucha" significa "malandros da rua", também na gíria local. Os #criminosos também são conhecidos como M-13 (M de Mara e 13 a posição desta letra no alfabeto).

Mas como reconhecer um Mara Salvatrucha?

Os criminosos são conhecidos por suas poderosas tatuagens com o nome da organização. Eles costumam tatuar as maçãs do rosto, as orelhas, o nariz, braços, pernas, tronco. As tatuagens são praticamente a marca registrada dos Mara Salvatruchas. É através deste curioso traço corpoal que no âmbito prisional eles impõem respeito a outros presos, reafirmando assim seu poder e força.

Não há uma estimativa do número de membros atuais da Mara Salvatrucha, mas a brutalidade com que eles cometem seus crimes assusta.

Publicidade

O grupo é tão forte nos Estados Unidos e na América Central que já foram comparados com o terrível cartel dos Zetas, no México, com a Máfia da Camorra, na Itália e também com o clã dos Yakuza, no Japão.

O recrutamento: um caminho sem volta rumo ao mundo do crime

São recrutados jovens de origem muito pobre. Depois de pré-aceitos na organização, eles são espancados por 13 segundos (M-13). Outro requisito é que pratiquem um crime, podendo este ser um assassinato de algum rival da gangue ou um homicídio reconhecido pelos demais membros.

Devido às terríeis marcas de tatuagem no corpo aos quais são submetidos, os Maras raramente saem da organização criminosa. Entrar para a Mara é como um casamento eterno com o crime.

Os terríveis crimes cometidos pela organização assustam

Atualmente esta organização criminosa vem recebendo atenção por parte da mídia. Este ano ocorreu um massacre em Long Island no qual se encontrou o corpo de quatro homens, incluindo três adolescentes. Todos eles estavam mutilados.

Donald Trump, o polêmico presidente americano, chamou a gangue de "perversa" através de sua conta no Twitter. O procurador geral declarou que irá "dizimar" a gangue e sua influência na sociedade americana. #EUA