Publicidade
Publicidade
6

Só quem passou por uma traição sabe o quão doloroso é, e superá-la é mais difícil do que se possa imaginar. Muitas pessoas não conseguem perdoar e pensam em se vingar a todo custo, sem medir as consequências desse ato. Mas nada se compara às vinganças que os homens usavam contra mulheres infiéis no passado e que eram consideradas "normais", sem ter nenhuma punição ao agressor.

Acredite, após ver estes castigos [VIDEO], agradecerá imensamente por viver na época atual:

1- Islã (Rajim)

Em muitos países islâmicos, a #Mulher que cometesse adultério era punida com a morte, já que era considerado um ato de desonra para o homem.

Publicidade

O marido levava sua esposa para um local aberto, onde as pessoas se reuniam para assistir à barbárie, a amarrava, enterrava-a até a cintura e a apedrejava até a morte. Se a mulher fosse uma nobre, seu rosto e corpo eram cobertos por um papel branco para que não fosse reconhecida.

2- Índia

Até mesmo nos dia atuais, em algumas aldeias na Índia, existem #castigos horríveis para a mulher infiel [VIDEO]. Geralmente essas aldeias possuem sua leis e costumes próprios, milenares, mas ainda são utilizadas as torturas. A mulher que ainda não completou um ano de casada é abusada de todas as formas por vários homens. São amarrados seus pés e mãos e qualquer homem pode abusar e se seu marido não aceitar, ele é morto. Eles consideram que a desonra não é somente para o casal, mas para seus deuses.

3- Turquia

Por mais de séculos as mulheres infiéis desse país eram a escória da sociedade, não tinham mais direito a nada e seus filhos e a família de seu marido podiam escolher sua punição.

Publicidade

Diversos eram esse castigos, como o esfaqueamento até a morte e até mesmo, prendê-la numa caixa, isolada de tudo e sem alimentação até que morresse.

4- Mongólia

Num passado não tão distante, por volta de 1900, a punição para a infidelidade feminina era a mais cruel que você pudesse imaginar. Seu marido e outros homens escolhidos por ele amarravam ou seguravam a esposa e a mesma era literalmente cortada ao meio por facões, ficando dividida em duas partes o que simbolizava para eles o coração partido.

5- Coreia

Na Coreia antiga, a punição consistia em fazer a mulher tomar banho por horas em vinagre de arroz, onde a pele absorvia o produto, a mulher inchava toda e aí, muito homens a espancavam, o que causava hemorragia e brevemente a morte.

6- Tailândia

Considerada uma punição de pura barbárie e muito sádica, a mulher infiel era colocada dentro de uma espécie de gaiola no formato de um elefante, onde um elefante de verdade tentava ter relações e quem sofria toda a violência era a mulher que estava engaiolada. Pouco tempo após o abuso, ela morria com as tentativas de penetração. #Mundo