Publicidade
Publicidade

#Paulo Gustavo é uma figura pública muito conhecida entre os meios digitais que rondam o país hoje. Ganhando muita notoriedade após participar do programa "Vai que Cola", do qual possui autoria e também atuou, o humorista acabou se destacando no canal Multishow e ganhou milhares de fãs desde sua primeira aparição na vila mais charmosa que o Brasil já conheceu.

Logo após tanto sucesso com a comédia no canal, Gustavo acabou lançando a personagem 'Hermínia', um grande sucesso que teve coparticipação da Rede Globo e que já rendeu milhões de reais em retorno para os produtores. Além, é claro, de ganhar o título de moça propagando do Banco do Brasil, maior banco público do país.

Publicidade

Muito bem definido quanto à sua sexualidade, Paulo é publicamente assumido homossexual. Após casar há alguns meses com Thales Bretas, o humorista lançou mais uma novidade para os fãs: ele e seu esposo serão pais de gêmeos.

Paulo e o marido, Thales, anunciaram que serão pais dos gêmeos cujos nomes serão Gael e Flora. Em acordo com o levantado pelo colunista Leo Dias, do "O Dia", o casal já visitou os Estados Unidos três vezes a fim de acompanhar o desenvolver da paternidade.

A primeira viagem foi para conhecer a barriga de aluguel que ajudaria na realização do sonho do casal, a fim de saber se haveria interação com o casal. Já na segunda viagem que fizeram para o país, ambos os parceiros praticaram a doação de seus espermatozoides para concretizar a fecundação posteriormente. Por último, compareceram para assinar toda a papelada que tramita para que a ação possa continuar.

Publicidade

O mais curioso de todo o fato é que, embora os dois tenham doado os espermatozoides, a escolha deles é feita aleatoriamente pelo laboratório. Assim, os pais só saberão qual é a identidade biológica das crianças após o nascimento das mesmas.

Em relação ao que pode acontecer no nascimento, as crianças podem ser tanto de apenas um dos parceiros ou dos dois, já que trata-se do caso de gêmeos. Biologicamente, caso os gêmeos sejam bivitelinos (o que é o caso visto serem crianças de sexos diferentes), pode ser que o espermatozoide fecundado seja de cada um dos envolvidos. Entretanto, há a possibilidade ter sido um único grupo de espermatozoides que fecundou os dois ovócitos II.

"Estávamos loucos para contar, mas tivemos que aguardar quatro meses até sabermos que está tudo bem com os bebês e a barriga de aluguel. Ufa, pareciam quatro anos! Agora sabemos que está tudo bem", acabou afirmando Paulo na última sexta-feira, 13, em sua rede social.

Agora, para o casal, o importante é esperar para a realização do sonho. Afinal, quem mesmo que se importa de qual fundamentação biológica as crianças advém, não é mesmo?! #Grávidos